Início Notícias da Cidade Suboficial da Marinha preso com arma fria em Maricá

Suboficial da Marinha preso com arma fria em Maricá

Calibe foi preso em flagrante portando um revólver calibre 32 quando bebia cerveja em um bar. (Foto: Julio Diniz)

A 82ª DP (Maricá) registrou ontem três prisões por porte ilegal de armas, em diferentes pontos da cidade. Entre os detidos, está um suboficial da Marinha, lotado na Ilha de Mocanguê. Os dois outros acusados foram presos em Itaipuaçu.

De acordo com testemunhas, o militar Calibe Azevedo dos Santos, 43 anos, estava em um bar na Avenida Vitória Regia, bairro São Bento da Lagoa, bebendo, desde a madrugada, com uma arma na cintura.  Os policiais do Departamento de Policiamento Ostensivo (DPO) de Itaipuaçu, localizado em frente ao bar, receberam a denúncia de frequentadores do estabelecimento, assustados com a atitude do suboficial. Eles abordaram o suspeito por volta das 7h. Calibe não reagiu e entregou o revólver calibre 32.

O militar foi levado para a 82ª DP (Maricá), acompanhado por oficiais da Polícia Militar. Ele ficou na delegacia aguardando escolta da Marinha para ser conduzido ao Batalhão Prisional das Forças Armadas, onde ficará detido entre 30 a 60 dias, até que o Inquérito Policial Militar (IPM) seja concluído.

Siga-nos no Facebook:

O comandante do 1º Distrito Naval, Álvaro Lima, informou que ainda não foi comunicado sobre a ocorrência. Mas explicou o procedimento que será adotado.

“Se o suboficial tiver cometido algum delito, ele vai responder um processo civil, paralelamente ao Inquérito Policial Militar. Caso seja considerado culpado vai receber as sanções disciplinares cabíveis, a critério do comandante da unidade militar ao qual está subordinado”, disse.

A mesma equipe de PMs havia realizado outra prisão na madrugada de ontem. Eles foram avisados sobre a atitude suspeita de um homem que rondava a obra da nova rodoviária da cidade, na Rua 1, em Itaipuaçu, onde ficam guardados diversos materiais de valor.

Agostinho Vidal do Vale, 36 anos, foi revistado e, em seu carro, um Versales amarelo, foi encontrada uma pistola PT 380, com dez munições.

Já no início da tarde, uma briga de vizinhos na Estrada de Itaocaia Vale, no bairro de Itaipuaçu, culminou na terceira prisão do dia pelo mesmo motivo.

Edilson Francisco da Silva, 39 anos, ameaçou o outro envolvido na confusão com uma espingarda calibre 20.

Os policiais do DPO de Inoã chegaram ao local por volta das 10h30 e contiveram o conflito. A arma e as duas munições foram apreendidas e Edilson preso.

De acordo com o Estatuto do Desarmamento, pessoas flagradas com armas não registradas ou sem porte autorizado podem pegar de 2 a 4 anos de prisão.
(Do O São Gonçalo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui