Início Notícias Assassina de ‘Fábio pela Paz’ participava de comunidade relacionada a mortes

Assassina de ‘Fábio pela Paz’ participava de comunidade relacionada a mortes

A estudante de 18 anos que confessou ter matado o ex-candidato à vereador de Maricá Fábio Gabriel Rodrigues, conhecido como “Fabio pela Paz” 33 anos, em um motel em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro participava de comunidades em redes sociais relacionadas a mortes, algumas como “Desista você perdeu ele para mim” e “Profile de gente morta”.
De acordo com a polícia, a jovem costumava passar parte de seu tempo na internet e uma das comunidades a qual ela entrou foi “As máscaras sempre caem”.


Jovem confessou namoro com vítimas mas negou relações sexuais


A estudante de 18 anos que confessou ter matado o ex-candidato à vereador de Maricá Fábio Gabriel Rodrigues, conhecido como “Fabio pela Paz” 33 anos, em um motel em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, admitiu que tinha um relacionamento amoroso com a vítima, informou a titular da Delegacia de Icaraí (77ª DP), Juliana Rattes, que investiga o caso. No entanto, a jovem disse que nunca teve relações sexuais com Fábio desde que eles se conheceram, em janeiro de 2010.

A jovem também admitiu que foi o pivô da separação de empresário e da ex-mulher por duas vezes. Ela ainda nega que tenha usado drogas na noite do crime. A delegada Juliana Rattes disse que a suspeita entrou em contradição durante as cinco horas que prestou depoimento na tarde desta segunda-feira (16).
– No primeiro depoimento, ela disse que empurrou a vítima contra a mesa. Hoje, ela já disse que o empurrou contra a porta.

Mais uma vez, a estudante confirmou que teria enforcado a vítima depois que ele tentou estuprá-la. A titular da 77ª DP contou que a jovem disse que a tentativa de estupro teria despertado nela “algumas lembranças íntimas” e, por isso, ela perdeu o controle.
– Ela disse que teve um acesso de raiva com a atitude de Fábio. E então, ela foi tomada por um acesso de fúria e atacou a vítima. Segundo a estudante, ela só tomou noção da gravidade da situação quando o viu sangrando pela boca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui