Ano letivo começa com alguns problemas em Maricá, RJ

EXCLUSIVO | MARICÁ INFO – Da redação | João Henrique – No primeiro dia de volta às aulas nas escolas municipais e estaduais em Maricá, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, muitos alunos ansiosos e animados com o início das aulas tiveram uma decepção e ficaram frustrados em encontrar escolas sem condições de funcionamento, em alguns bairro de Maricá.

No CAIC Elomir Silva, em São José, há uma infestação de pombos na escola há mais de dois anos, segundo pais de alunos. Dessa vez, a escola recebeu os alunos com a quadra toda suja das fezes do animal, que pode causar doenças como a Toxoplasmose, Salmonelose e a Criptococose, doença que pode causar a morte. Segundo o médico infectologista Marcelo Daher, a criptococose é transmitida por fungos (Cryptococcus neoformans) encontrados nas fezes secas do animal. De acordo com o infectologista a doença não é comum, e o índice de mortalidade pode ser de 60% a 70% em pacientes com Aids ou outra doença imunodepressiva.

Internauta flagra alunos ao lado de fezes secas de pombos, no CAIC Elomir Silva. (Foto: Internauta | Maricá Info)
Internauta flagra alunos ao lado de fezes secas de pombos, no CAIC Elomir Silva. (Foto: Internauta | Maricá Info)

A situação parece incontrolável no CAIC, onde os pombos podem ter contaminado até a água da escola.

A direção comentou que a quadra estava sendo usada como depósito para obras na escola e que estaria isolada. Porém, pais de alunos que acompanhavam seus filhos no primeiro dia de aula, flagraram a quadra aberta e totalmente suja com as fezes da ave.

No colégio Cônego Batalha, em São José do Imbassaí, o muro baixo faz com que estudantes pulem para matar aula.

Ainda em São José, o Colégio Estadual Euclydes Paulo da Silva está precisando de alguns reparos. Uma estudante relatou para a nossa equipe a falta de porta em algumas salas, refeitório completamente sujo e banheiros interditados. “Ao menos a pintura é nova.” Comentou Angélica França, estudante do terceiro ano do ensino médio à nossa equipe.

Em Itaipuaçu, a escola municipal Ataliba, continua fechada por haver o risco de uma pedra deslizar da Pedra de Itaocaia.

Em outras escolas não foram relatados maiores problemas.

Fezes secas do pombo podem transmitir doença que leva a morte. (Foto: Internauta | Maricá Info)
Fezes secas do pombo podem transmitir doença que leva a morte. (Foto: Internauta | Maricá Info)
Booking.com

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

2 comentários em “Ano letivo começa com alguns problemas em Maricá, RJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *