Início Notícias de Maricá 200 vagas abertas em Maricá para quem não concluiu o Ensino Fundamental

200 vagas abertas em Maricá para quem não concluiu o Ensino Fundamental

200 vagas em Maricá para quem não concluiu o Ensino Fundamental.

Quem ainda não concluiu o Ensino Fundamental (1º ao 9º ano de ensino) e sabe ler e escrever tem uma excelente oportunidade oferecida gratuitamente pela Prefeitura de Maricá, em parceria com o Governo Federal. Serão oferecidas 200 vagas para o ProJovem Urbano, programa que oferece supletivo de Ensino Fundamental, destinado para jovens de 18 a 29 anos.

Para se inscreverem, os interessados devem comparecer a uma das escolas que serão polos de estudos do projeto: a E.M. Carlos Magno Legentil de Mattos, no Centro, ou a E.M Profº Darcy Ribeiro, em Inoã. Os telefones das unidades são, respectivamente, (21) 2637-5727 e 2629-6495. No ato da inscrição os candidatos devem apresentar os seguintes documentos: identidade, CPF, certidão de nascimento ou casamento, comprovante de residência, foto e histórico escolar. A matrícula será realizada entre os dias 1 a 30 de julho, das 13h às 20h.

200 vagas em Maricá para quem não concluiu o Ensino Fundamental.
200 vagas em Maricá para quem não concluiu o Ensino Fundamental.

Além de completar o ensino fundamental, cada aluno também terá acesso a um curso de qualificação profissional, na área de auxiliar administrativo, e aulas de inclusão digital. E, como benefício, o participante irá receber uma bolsa-auxílio no valor de R$100,00, desde que seja cumprida a frequência de, no mínimo, 75% das aulas. O aluno ainda vai receber merenda escolar e um Riocard, garantindo o transporte nos dias letivos. Para os alunos que possuem filhos de dois a oito anos, também é oferecido serviço de cuidador de crianças durante as aulas, para que os pais possam se dedicar aos estudos.

O programa dura em média 18 meses. As aulas estão previstas para começar no dia 05/08 e serão realizadas das 18h30 às 21h30, de segunda a sexta-feira. O programa ProJovem Urbano tem o objetivo de promover a inclusão social dos jovens brasileiros que, apesar de alfabetizados, não concluíram o ensino fundamental. A proposta é reinserir os participantes no ambiente escolar e no mundo do trabalho e oferecer oportunidades de desenvolvimento humano e exercício efetivo da cidadania.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui