Maricá: PM sofre com baixo efetivo

A cidade de Maricá sofre com um problema recente e que tem tido um repentino crescimento: A insegurança.

Da redação | João Henrique – É o resultado de uma política de segurança pública implantada pelo governo Sérgio Cabral que prioriza a instalação e relocação de policiais militares nas Unidades de Políticas Pacificadoras em vista que a cidade do Rio de Janeiro irá receber grandes eventos em 2014 e 2016.

Maricá, município da região metropolitana do Rio de Janeiro é uma das ‘vítimas’ desta política, sofrendo todos os dias com constantes assaltos, furtos e crimes graves como o tráfico de drogas, homicídios e latrocínios.

A cidade, que tem cerca de 130 mil habitantes, é patrulhada por pouco mais de 30 (trinta) PM’s por dia, menos do que qualquer Unidade de Polícia Pacificadora. Fazendo o cálculo, cada policial militar é responsável pela segurança de 4.300 pessoas. Sendo que andam pelo menos dois militares em cada viatura, o número sobe para 8.600 pessoas sob a responsabilidade de cada veículo da PM.

Os Policiais Militares, com baixos salários e precárias condições de trabalho, como falta de coletes à prova de bala e armamento sem manutenção, tentam fazer o seu serviço e combater a criminalidade e garantir a segurança da população.

Abastecimento

Um problema antigo que a segurança pública de Maricá sofre é do abastecimento dos veículos da 4ª CIA. Todos os dias, as viaturas da Polícia Militar tem a obrigação de se deslocar mais de trinta quilômetros para serem abastecidas em Niterói, no 12º BPM, o que pode levar cerca de duas horas ou mais dependendo da localização do veículo. Daí surgem brechas, que não só mostram a falha como deixam a cidade vulnerável ao crime.

Final de Ano

E no final do ano, a população flutuantes de Maricá pode chegar a 300 mil e a PM, com o atual efetivo na cidade, não consegue dar conta. As prisões aumentam mas, mesmo assim, o número de crimes sem solução é muito maior do que os que conseguem serem resolvidos.

Enquanto a cidade não for vista com bons olhos pelo Governador Sérgio Cabral e pelo secretário de segurança José Mariano Beltrame, a população ficará à mercê dos bandidos que escolhem Maricá pela facilidade de se praticar crimes sem serem pegos.

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

Um comentário em “Maricá: PM sofre com baixo efetivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline