Início Maricá 200 anos O gênio das curvas Oscar Niemeyer e a sua relação com Maricá

O gênio das curvas Oscar Niemeyer e a sua relação com Maricá

Oscar Niemeyer viveu a sua infância na fazenda Bananal, em Maricá.

Da redação | João Henrique – Oscar Ribeiro de Almeida Niemeyer Soares Filho, mais conhecido como Oscar Niemeyer, o gênio das curvas nasceu em Maricá e viveu parte da sua infância na cidade, na fazenda de seu bisavô Manuel Ribeiro de Almeida, no bairro do Bananal.

Assim, a fazenda do Bananal em Ponta Negra faz parte de sua infância, cuja família de presença marcante não só em Maricá, legou ao mundo o gênio Niemeyer. A fazenda é preservada e protegida através do tombamento no patrimônio fluminense feito em 1985.

A ligação de Niemeyer com Maricá é muito maior do que a da cantora Maysa. A cidade é citada em diversos textos sobre arquitetura que falam da influência do município do litoral fluminense do Rio de Janeiro com a formação de Niemeyer, tendo ele vivido em uma área com arquitetura rural e colonial.

De família tradicional em Maricá, Oscar Niemeyer projetou a casa de Darcy Ribeiro, localizado no bairro de Cordeirinho, na mesma cidade natal do gênio da arquitetura. A ‘Grande Rio’ nem citou o nome de Niemeyer em seu desfile sobre os 200 anos de Maricá, que recebeu um patrocínio de R$4,5 milhões.

Fazenda Bananal, que deu nome ao bairro, onde Niemeyer nasceu e viveu a sua infância. Lá ele também passou diversas férias e finais de semana. (Foto: Pedro Oswaldo Cruz)
Fazenda Bananal, que deu nome ao bairro, onde Niemeyer nasceu e viveu a sua infância. Lá ele também passou diversas férias e finais de semana. (Foto: Pedro Oswaldo Cruz)

O desejo de viver em Maricá não foi realizado. “Não sou filho do rei, nem vou para Pasárgada, mas um dia, repetindo Bandeira, vou viver em Maricá.” Confessou Niemeyer no livro da Revan.

O maricaense Niemeyer fez sucesso pelo mundo com as suas curvas, tendo entre suas obras mais notáveis a cidade de Brasília, o conjunto arquitetônico da Pampulha, o memorial da América Latina, o Museu de Arte Contemporânea de Niterói, o Museu Oscar Niemeyer em Curitiba, o auditório Ibirapuera, o Centro Cultural Internacional Oscar Niemeyer na Espanha, o sambódromo da Marquês de Sapucaí. Em Maricá, Niemeyer projetou a casa de Darcy Ribeiro.

Formado pela Escola Nacional de Belas Artes, Oscar Niemeyer ganhou o prêmio de patrono da Arquitetura Brasileira e diversos outros prêmios no Brasil e no mundo inteiro.

Siga-nos no Facebook:

Curiosidades                                                                   

  • Uma das principais ruas do Centro de Maricá chama-se Ribeiro de Almeida, sobrenome da família de Oscar Niemeyer.
  • Uma das estações da antiga Estrada Férrea de Maricá chamava-se Manuel Ribeiro, nome do Bisavô do arquiteto.
  • O bairro Manuel Ribeiro, em Maricá, evidencia a importância da família para a cidade.

Filho de Oscar de Niemeyer Soares e Delfina Ribeiro de Almeida, segundo o gênio Niemeyer, “o meu nome deveria ser, na verdade, Oscar Ribeiro de Almeida de Niemeyer Soares, pois foi na casa do meu avô que nasci e vivi a vida inteira. Ele provinha de Maricá, das fazendas que o seu pai, Manuel Ribeiro de Almeida, lá possuía.” – Folha de São Paulo.

Casa de Darcy Ribeiro, em Cordeirinho, Maricá, foi projetada pelo gênio brasileiro da arquitetura moderna. (foto: João Henrique | Maricá Info)
Casa de Darcy Ribeiro, em Cordeirinho, Maricá, foi projetada pelo gênio brasileiro da arquitetura moderna. (foto: João Henrique | Maricá Info)

No livro Niemeyer Houses, na edição brasileira a influência de Maricá é citada, pois fora daqui o arquiteto não teve convívio estreito com construções rurais.

Oceanário de Ponta Negra

Em 2012, o prefeito de Maricá, Washington Quaquá, mostrou-se interessado no projeto do oceanário de Niemeyer, uma das últimas obras projetadas pelo arquiteto. O oceanário de Ponta Negra já teve o seu projeto solicitado, tendo o município investido cerca de R$2 milhões.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui