Início Região dos Lagos Saquarema recebe Hospital Estadual dos Lagos

Saquarema recebe Hospital Estadual dos Lagos

Unidade vai beneficiar 2,3 milhões de habitantes da Região dos Lagos. Investimento foi de mais de R$40 milhões.

O Governo do Estado inaugurou na última segunda-feira (30/06) o Hospital Estadual dos Lagos na cidade de Saquarema, com a presença da presidente Dilma Rousseff e do governador Luiz Fernando Pezão.

A unidade vai beneficiar mais de 2,3 milhões de moradores dos municípios de Saquarema, Araruama, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Casimiro de Abreu, Iguaba Grande, Rio das Ostras e São Pedro da Aldeia. O foco da unidade é o atendimento ao trauma ortopédico cirúrgico, maternidade de alto risco e ginecologia cirúrgica, que será feito de forma referenciada por meio da Central Estadual de Regulação. Os governos federal, estadual e municipal investiram no novo hospital mais de R$ 46 milhões, sendo R$ 41,7 milhões de recursos do Estado.

– A União vai disponibilizar R$ 30,69 milhões por ano para a manutenção da unidade de saúde. Os moradores da Região dos Lagos serão atendidos em um hospital da mais alta qualidade – disse a Presidente Dilma.

A previsão é de que sejam realizadas 80 consultas por dia, com acompanhamento pré e pós-operatórios e risco cirúrgico. A capacidade mensal da unidade é de 260 internações e 180 cirurgias. Até 2015, serão oferecidos exames de diagnóstico laboratoriais, ecografia, eletrocardiograma, ecocardiograma, Raio-x, tomografia digital, unidade transfusional, centro de imagem com ultrassom, mamografia e ressonância magnética.

– O Hospital dos Lagos foi construído por meio da parceria entre os governos federal, estadual e municipal. A Prefeitura de Saquarema desapropriou o terreno e aplicou recursos na unidade. O Estado e a União realizaram mais investimentos – explicou o governador.

 

Mais saúde para a população

Moradora de Bacaxá, Elza Martins, de 75 anos, comemorou a inauguração da nova unidade de Saúde.

– Esse hospital vai facilitar muito a vida dos moradores. Agora, não vamos precisar nos deslocar para o Rio – disse Elza.

Para a moradora de Saquarema Mariana de Amorim, o hospital também ajudará a impulsionar o desenvolvimento da região, com a oferta de mais empregos.

– Além de melhorar a saúde de toda a Região dos Lagos, a unidade vai trazer trabalho para os moradores. Eu mesma arrumei um emprego de faxineira – afirmou Mariana.

 

Estrutura da unidade

A abertura da unidade, em Bacaxá, será feita por fases. Nesta primeira etapa, serão disponibilizados atendimento da maternidade, serviços de imagem e consultas ambulatoriais para agendamento de cirurgias eletivas. O modelo de agendamento dos exames de tomografia computadorizada, ultrassonografia, mamografia, ecocardiograma e Raios-x seguirá o já implementado no Rio Imagem – Centro de Diagnóstico por Imagem do Governo do Estado, que funciona há dois anos e meio no centro do Rio. Cada cidade terá sua cota mensal de exames, proporcional ao número de habitantes. O agendamento é feito pelas secretarias municipais de Saúde em sistema online. Está prevista também a oferta de exame de ressonância magnética em uma segunda fase.

O setor de maternidade inicia com atendimento de baixo risco, atendendo os casos de demanda espontânea. Na unidade, todos os bebês que nascerem farão os testes do Pezinho, Orelhinha, Olhinho e Coraçãozinho. Para realizar o atendimento de gestantes e bebês de alto risco, o Hospital Estadual dos Lagos conta com uma equipe multiprofissional especializada, composta por médicos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos e assistentes sociais.

A partir do segundo mês de funcionamento, as pacientes reguladas pela Central Estadual de Regulação farão pelo menos uma consulta no hospital antes do parto. A maternidade dispõe de salas de PPP (pré-parto/parto/puerpério), onde a cama se transforma em mesa de parto normal e o acompanhante pode ver de perto a chegada do bebê. A infraestrutura da unidade também contempla uma sala de cirurgia para a realização de partos cesáreos.

O hospital conta com 56 leitos de internação, 10 de UTI Adulto, 10 de UTI Neonatal, 5 de Unidade Semi-Intensiva Adulto, além de 4 salas de cirurgia, 2 salas de PPP e 4 consultórios. A unidade tem ainda um espaço onde funcionará o SOS Mulher, que vai atender vítimas de violência a partir de 12 anos. A instituição também tem lactário, cartório, laboratório e unidade transfusional. O hospital dispõe de espaço de fisioterapia e reabilitação, suporte psicológico e de fonoaudiologia.

Para esta primeira fase, foram contratados 450 profissionais de Saúde e das áreas de apoio (cozinha, limpeza, lavanderia, vigilância e central de material de esterilização). No pleno funcionamento, o Hospital Estadual dos Lagos será responsável por mais de 600 novos postos de trabalho.

A unidade segue os preceitos de humanização que a Secretaria de Saúde vem implementando em suas unidades nos últimos anos. Exemplo disso é o espaço exclusivo para gestantes prestes a dar à luz que permite que a mulher tenha acesso a métodos que vão ajudá-la na hora do parto, como bola de fisioterapia, rede e cavalinho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui