Saquarema recebe Hospital Estadual dos Lagos

Unidade vai beneficiar 2,3 milhões de habitantes da Região dos Lagos. Investimento foi de mais de R$40 milhões.

O Governo do Estado inaugurou na última segunda-feira (30/06) o Hospital Estadual dos Lagos na cidade de Saquarema, com a presença da presidente Dilma Rousseff e do governador Luiz Fernando Pezão.

A unidade vai beneficiar mais de 2,3 milhões de moradores dos municípios de Saquarema, Araruama, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Casimiro de Abreu, Iguaba Grande, Rio das Ostras e São Pedro da Aldeia. O foco da unidade é o atendimento ao trauma ortopédico cirúrgico, maternidade de alto risco e ginecologia cirúrgica, que será feito de forma referenciada por meio da Central Estadual de Regulação. Os governos federal, estadual e municipal investiram no novo hospital mais de R$ 46 milhões, sendo R$ 41,7 milhões de recursos do Estado.

– A União vai disponibilizar R$ 30,69 milhões por ano para a manutenção da unidade de saúde. Os moradores da Região dos Lagos serão atendidos em um hospital da mais alta qualidade – disse a Presidente Dilma.

A previsão é de que sejam realizadas 80 consultas por dia, com acompanhamento pré e pós-operatórios e risco cirúrgico. A capacidade mensal da unidade é de 260 internações e 180 cirurgias. Até 2015, serão oferecidos exames de diagnóstico laboratoriais, ecografia, eletrocardiograma, ecocardiograma, Raio-x, tomografia digital, unidade transfusional, centro de imagem com ultrassom, mamografia e ressonância magnética.

– O Hospital dos Lagos foi construído por meio da parceria entre os governos federal, estadual e municipal. A Prefeitura de Saquarema desapropriou o terreno e aplicou recursos na unidade. O Estado e a União realizaram mais investimentos – explicou o governador.

 

Mais saúde para a população

Moradora de Bacaxá, Elza Martins, de 75 anos, comemorou a inauguração da nova unidade de Saúde.

– Esse hospital vai facilitar muito a vida dos moradores. Agora, não vamos precisar nos deslocar para o Rio – disse Elza.

Para a moradora de Saquarema Mariana de Amorim, o hospital também ajudará a impulsionar o desenvolvimento da região, com a oferta de mais empregos.

– Além de melhorar a saúde de toda a Região dos Lagos, a unidade vai trazer trabalho para os moradores. Eu mesma arrumei um emprego de faxineira – afirmou Mariana.

 

Estrutura da unidade

A abertura da unidade, em Bacaxá, será feita por fases. Nesta primeira etapa, serão disponibilizados atendimento da maternidade, serviços de imagem e consultas ambulatoriais para agendamento de cirurgias eletivas. O modelo de agendamento dos exames de tomografia computadorizada, ultrassonografia, mamografia, ecocardiograma e Raios-x seguirá o já implementado no Rio Imagem – Centro de Diagnóstico por Imagem do Governo do Estado, que funciona há dois anos e meio no centro do Rio. Cada cidade terá sua cota mensal de exames, proporcional ao número de habitantes. O agendamento é feito pelas secretarias municipais de Saúde em sistema online. Está prevista também a oferta de exame de ressonância magnética em uma segunda fase.

O setor de maternidade inicia com atendimento de baixo risco, atendendo os casos de demanda espontânea. Na unidade, todos os bebês que nascerem farão os testes do Pezinho, Orelhinha, Olhinho e Coraçãozinho. Para realizar o atendimento de gestantes e bebês de alto risco, o Hospital Estadual dos Lagos conta com uma equipe multiprofissional especializada, composta por médicos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos e assistentes sociais.

A partir do segundo mês de funcionamento, as pacientes reguladas pela Central Estadual de Regulação farão pelo menos uma consulta no hospital antes do parto. A maternidade dispõe de salas de PPP (pré-parto/parto/puerpério), onde a cama se transforma em mesa de parto normal e o acompanhante pode ver de perto a chegada do bebê. A infraestrutura da unidade também contempla uma sala de cirurgia para a realização de partos cesáreos.

O hospital conta com 56 leitos de internação, 10 de UTI Adulto, 10 de UTI Neonatal, 5 de Unidade Semi-Intensiva Adulto, além de 4 salas de cirurgia, 2 salas de PPP e 4 consultórios. A unidade tem ainda um espaço onde funcionará o SOS Mulher, que vai atender vítimas de violência a partir de 12 anos. A instituição também tem lactário, cartório, laboratório e unidade transfusional. O hospital dispõe de espaço de fisioterapia e reabilitação, suporte psicológico e de fonoaudiologia.

Para esta primeira fase, foram contratados 450 profissionais de Saúde e das áreas de apoio (cozinha, limpeza, lavanderia, vigilância e central de material de esterilização). No pleno funcionamento, o Hospital Estadual dos Lagos será responsável por mais de 600 novos postos de trabalho.

A unidade segue os preceitos de humanização que a Secretaria de Saúde vem implementando em suas unidades nos últimos anos. Exemplo disso é o espaço exclusivo para gestantes prestes a dar à luz que permite que a mulher tenha acesso a métodos que vão ajudá-la na hora do parto, como bola de fisioterapia, rede e cavalinho.

Booking.com

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *