Escola Técnica Federal funcionará provisoriamente em Maricá

Reportagem:  Leandra Costa / Edição: Raquel Andrade

A Prefeitura de Maricá entregou na tarde desta quarta-feira (17/12) as chaves da unidade onde funcionará provisoriamente o Instituto Federal Fluminense (IFF), no bairro Pedreiras, num imóvel desapropriado pelo governo municipal para o início das atividades da escola técnica até o fim das obras do campus que está sendo construído em Ubatiba, previsto para ser inaugurado no segundo semestre de 2016. A cerimônia contou com a presença do reitor do Instituto Federal Fluminense (IFF), Luiz Augusto Caldas Pereira, do diretor geral do IFF, Cesar Dias, da secretária municipal de Educação, Adriana Luiza da Costa, e da procuradora geral, Maria Inez Pucello.

O reitor do IFF, Luiz Augusto Caldas Pereira, destacou a importância do movimento de expansão das unidades técnicas firmado graças a um parceria entre o governo federal e as prefeituras. “Estamos nos esforçando para honrar nosso compromisso de ter a escola em funcionamento aqui em Maricá. Iniciamos nossas atividades administrativas e, hoje, estamos recebendo os professores que irão atuar aqui e também na unidade de Itaboraí”, declarou. De forma inicial, o reitor acrescentou que, a partir de fevereiro, serão iniciadas as aulas do Curso Técnico de Edificações, antes realizado no CEM Joana Benedicta Rangel e, que a partir do próximo ano, será federalizado.  Além desse, serão oferecidos outros cursos voltados para área de construção civil e infraestrutura com foco nas vagas de emprego que serão geradas pelo Comperj, o pré-sal e o Pólo Naval de Jaconé.

O reitor explicou o papel das escolas técnicas no país. “Nosso objetivo é ir de encontro com a realidade do local onde a unidade está sendo instalada, seguindo a lógica do desenvolvimento econômico, mas visando a inclusão social. O nosso papel é promover para todos o acesso universal à educação profissional”, destacou. O reitor lembrou da experiência de implantação em 2007, do campus Guarus, em Campos dos Goytacazes. “A região era muito carente e sua comunidade estava sem perspectiva de futuro. Hoje, percebe-se que a escola técnica é a grande responsável pela transformação na vida daqueles moradores. E é isso que percebemos em cada lugar que nos instalamos e tenho a convicção de que em Maricá não será diferente”. Segundo o reitor, hoje existem 214 unidades federais desse tipo em todo o país. “A meta, até o fim deste ano, é que sejam lançadas mais 208”, completou.

A secretária municipal de Educação, Adriana Luiza da Costa, falou sobre a importância do início das atividades do IFF no município. “Esse é um momento histórico para nossa cidade e para nossos jovens. Desapropriamos um imóvel, onde funcionava uma escola particular, para que o IFF já inicie suas atividades de forma provisória. Realizaremos algumas intervenções e adaptações nesse prédio para garantir um ambiente mais prazeroso para a equipe profissional e para os alunos”, explicou. O imóvel ocupa parte de uma área de 4.370 m² (a área construída é de 885 m²), com capacidade para 11 salas.

Campus Maricá

Às margens da RJ-114, em Ubatiba, está sendo construída a escola técnica federal de Maricá. Em uma área de 42 mil m², será instalado um complexo de sete prédios de dois pavimentos, sendo um para laboratórios e 20 salas de aula. Quando estiver em funcionamento, o campus Maricá do IFF atenderá 1.400 alunos em dois turnos. O investimento da Prefeitura é de, aproximadamente, R$ 10 milhões.

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

4 comentários em “Escola Técnica Federal funcionará provisoriamente em Maricá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline