Bancários de Niterói e região decidem entrar em greve na terça-feira

No próximo dia 6, começará a greve dos bancários. Após uma negociação, e sem grandes ganhos, profissionais de todo país devem parar. Somente nas cidades de Niterói, São Gonçalo, Maricá, Cabo Frio e demais cidades da Zona da Mata e Região dos Lagos serão 3,6 mil bancários parados. Apenas aposentados e pensionistas não terão seus salários prejudicados. A greve foi decidida ontem durante assembleia no Sindicato dos Bancários de Niterói e região, no centro de Niterói.

A categoria pediu Reajuste salarial de 16%, incluindo reposição da inflação mais 5,7% de aumento real, o patronal apresentou 5,5%. O Comando Nacional dos Bancários, responsável pelas negociações com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), orientou a categoria em todo país a negar a proposta dos bancos. Os bancários classificaram a proposição como uma falta de respeito e insulto.

“Apenas nos primeiros seis meses de 2015, os seis maiores bancos do país lucraram juntos mais de R$ 40 bilhões, ou seja, 27,3% a mais do que o mesmo período do ano passado. O índice de reajuste 5,5% proposto não chega nem perto de cobrir a inflação, gerando perdas de 4% para a categoria nos salários e demais verbas como PLR, vales, piso. Perdas tão significativas que reverteriam os aumentos reais de 1,82% e 2,02% conquistados em 2013 e 2014, respectivamente. No vale-refeição, esses 5,5% não cobririam o gasto com um simples salgadinho, já que representa apenas R$ 1,43 a mais no dia”, disse Luis Cláudio de Souza, presidente do sindicato.

Os bancários também pedem participação nos lucros equivalente a três salários e mais R$ 7,245,82; piso de R$ 3.299,66, vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche no valor de R$ 788 cada; melhores condições de trabalho; fim das demissões e da rotatividade, e o combate às terceirizações.

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline