Início Educação Em Maricá, projeto estimula o estudo da matemática

Em Maricá, projeto estimula o estudo da matemática

(foto: Clarildo Menezes)

A Escola Municipal João da Silva Bezerra, no bairro Divineia, promoveu nesta quarta-feira (11/11), a 6ª edição do Projeto Calculando que incentiva o estudo da Matemática de forma lúdica e criativa. Mais de 180 alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental participaram desde o inicio do ano dos testes com conhecimentos de Aritmética, Álgebra e Geometria. Os 18 estudantes com melhores desempenhos participaram da final nesta quarta-feira. Letícia Correa Gonçalves, do 9º ano, foi a campeã da 1ª categoria (reúne alunos do 8º e 9º anos); o 2º lugar ficou com Gabriel Santos de Souza, do 8º ano; e o 3º, com Witoria Santos da Silva Mota, 8º ano. Na 2ª categoria (6º e 7º anos), Lara da Silva Moraes (7º ano) foi a vencedoras, seguida de Gabriel Machado da Costa (7º ano) e Miguel de Almeida (6º ano). Todos receberam brindes, como calculadoras e jogos de canetas, além de medalhas.

Os alunos responderam questões sobre ângulos, raiz quadrada e operações matemáticas simples. Algumas das perguntas formuladas foram “Como se chamam os quadriláteros que tem lados opostos paralelos?”, “O que são ângulos congruentes?”, “Quantos graus mede o ângulo raso (ou de meia-volta)?”, “Qual o número natural cujo quadrado é 144?”, entre outras. Os alunos do 8º ano, David Nicholas, de 15 anos; Erica Rocha, 14; e Igor Cardoso, 13, aprovaram a iniciativa. “O projeto é importante para a escola e para os alunos. Já participei do simulado e achei legal a experiência”, disse David. “Gostei, mas para participar tem que estar afiado na disciplina”, acrescentou Erica. Já Igor Cardoso enfatizou que está se preparando para disputar a 7ª edição. “Estou acompanhando e me adaptando ao tipo de perguntas. Para concorrer, tem de praticar e gostar de Matemática”, concluiu.

Segundo a Orientadora Pedagógica da escola, Stella Maia, o “Calculando” tem a finalidade de testar o aprendizado com uma dinâmica diferente da sala de aula. “Outros projetos como o Simulado para o Enem acontecem também há seis anos na escola, sempre com adesão total dos alunos”, declarou. “A maioria tem medo de Matemática, mas depois que descobre a ‘fórmula mágica’, o medo se transforma em prazer”, completou a diretora geral Simone Reis. O sucesso do projeto é tamanho que o coordenador municipal para o 5º e 6º ano, Kaufmann Ribeiro, pretende levar para outras escolas. “Nosso objetivo é desfazer o mito de que a Matemática é uma disciplina tida como difícil e ampliar o projeto para toda a rede”, ressaltou.
O "Calculando" contou com a coordenação do professor de Matemática, José Luiz Andrade, criador do projeto, dos professores Paulo Alexandre e Tarcísio Neves como auxiliares, e supervisão da diretora geral, Simone Reis, e da Orientadora Pedagógica da escola, Stella Maia, além do coordenador geral municipal para o 5º e 6º ano, professor Kaufmann Ribeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui