Itaipuaçu: Começa segunda etapa da macrodrenagem da Avenida Jardel Filho (Antiga Avenida Dois)

A segunda parte da obra de macrodrenagem da Avenida Jardel Filho, em Itaipuaçu, teve seus primeiros movimentos nesta terça-feira (17/11). Homens e máquinas iniciaram as escavações no trecho entre as ruas 65 e Hélio Guapyassu de Sá (antiga Rua 66, acesso à Estrada dos Cajueiros), que preparam o terreno para a instalação das galerias pré-moldadas que, assim como na parte já instalada, vão escoar a água das chuvas para o desague no rio Bambu.

Nesta etapa, as obras seguirão até a altura da Rua Professor Cardoso de Menezes (antiga Rua Um) e terão ligações de drenagem nas 22 ruas transversais à via principal, que é uma das que cortam o loteamento Jardim Atlântico. O prazo de duração das intervenções é de sete meses e inclui também urbanização da avenida e dos primeiros dez metros de cada transversal.

O trabalho já está sendo comemorado por quem mora no entorno. “Estávamos esperando essa obra chegar até aqui, era tudo que a gente queria. Fui ao outro lado ver como ficou e está uma maravilha, será um grande avanço para nós”, celebrou o militar aposentado Elimar Pereira Barcelos, de 52 anos, que vive há cinco na Rua 65, desde que veio do Rio Grande do Sul.

Na outra extremidade da Avenida Jardel Filho, onde a obra começou no ano passado, a área onde fica o vazadouro das águas pluviais também teve sua pavimentação completada, no trecho entre as ruas 80 e Nossa Senhora da Conceição (antiga Rua 86). Os primeiros movimentos começaram exatamente nesta via no dia 3 de outubro de 2014. No dia 6, foram instaladas as primeiras peças pré-moldadas que compõem a galeria, com 4,9 metros de diâmetro, dois metros de altura e 8,5 toneladas de peso. O investimento total da obra é de R$ 29,9 milhões, dos quais R$ 20 milhões são a contrapartida da Petrobras pela construção do emissário de efluentes do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) em Itaipuaçu. Por estar situada em uma espécie de bolsão, a região da antiga Avenida Dois era uma das que mais sofria com alagamentos.

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline