Festival da Utopia é aberto com presença de Quaquá e filha de Che Guevara

O Festival Internacional da Utopia, realizado pela prefeitura de Maricá, foi aberto na manhã desta quarta-feira (22) com a presença do prefeito Washington Quaquá (PT), de Aleida Guevara (filha de Che Guevara), do líder do MST João Pedro Stédile, além do ex-senador Eduardo Suplicy e da Deputada Estadual Rosângela Zeidan. O ex-presidente Lula não compareceu.

O evento foi aberto pelo prefeito Washington Quaquá, que comentou que a Utopia é mais do que possível, mas sim necessário. “Nós vivemos num tempo onde temos lutado pelo que é possível. E isso tem feito com que a esquerda tenha feito muito pouco.” Disse.

(foto: João Henrique / Maricá Info)
(foto: João Henrique / Maricá Info)

Quaquá falou da concentração de renda em algumas pessoas enquanto outras milhões de pessoas vivem na miséria. “E isso é ter lutado pelo possível, e o possível é muito pouco. Lutar pelo possível é quase se conformar com a situação de injustiça no mundo.” Comentou Quaquá para um público de cerca de 600 pessoas na Tenda dos Pensadores, montada na Barra de Maricá.

A pediatra Aleida Guevara, filha mais velha de Che Guevara, foi uma das convidadas que falou ao público presente, em sua maioria de membros da esquerda. Aleida comentou sobre o que é Utopia e também falou de assuntos internacionais, como a aproximação de Cuba e dos Estados Unidos. “Utopia significa imaginar o impossível, intimamente relacionado com a intenção de dar um sentido à vida e alcançar a felicidade se encontra na necessidade e na busca por um mundo melhor.” Disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline