Maricá + Verde distribui mudas em feira de escola em Itaipuaçu

A equipe do programa Maricá + Verde Visita a Sua Escola, da Secretaria Adjunta de Meio Ambiente, participou na última sexta-feira (29/07) de uma feira de ciências na escola Lápis de Cor, em Itaipuaçu, que teve como tema as árvores. O espaço foi montado em uma pequena quadra da unidade, que tem 300 alunos, e foram disponibilizadas para doação 55 mudas de espécies como grumixama, quaresmeira, aroeira, oiti, pitanga, abil, ingá-feijão, urucum, jacarandá-mimoso e ipê roxo, amarelo e cascudo. O espaço tinha ainda imagens da natureza em Maricá, captadas pela fotógrafa Renata Gama.

A curiosidade foi grande por parte das crianças e também dos pais que foram à feira e levaram mudas para casa. A enfermeira Márcia Belmiro da Silva, de 39 anos, foi acompanhar a filha Mirela, de 6, e levou também a mãe, Maria Barbosa, de 73 anos. “Somos todas plantadoras, colocamos mudas até na rua. Temos todos os tipos em casa”, revelou ela, que levou uma pitangueira. A também aluna Maria Clara escolheu uma muda de ipê amarelo para plantar. Segundo a mãe, a dona de casa Monalisa Diniz, de 34 anos, a menina já queria uma dessas há algum tempo. “Ela viu uma vez na estrada e ficou encantada. Quando soube que tinha aqui, ela mesma pegou”, relatou.
Já o taxista João Henrique Ribeiro, de 41 anos, levou uma muda de urucum. “Se todo mundo fizer um pouquinho, plantando uma dessas, ia melhorar muito. É bom para o planeta”, avaliou. A diretora da escola, Cristiane dos Santos Gueler, disse ter ficado feliz com a participação do Maricá + Verde no evento. “Minha coordenadora me falou sobre ele e achei muito interessante. Acho que tinha de ter mais desses aqui na região”, sentenciou.
Público esgota quantidade na Ponte Preta

O público que procurou a tenda do programa Maricá + Verde nesta quinta-feira (28/07) esgotou o estoque de 60 mudas de espécies nativas da mata atlântica que foram disponibilizadas para doação. O estande foi montado ao lado da Ponte Preta (que liga os bairros de Guaratiba e Jardim Interlagos) e, cerca de uma hora antes de a equipe deixar o espaço, os caixotes que acomodavam as plantas estavam vazios. Nesta edição, foram distribuídas mudas de oiti, pau ferro, urucum, pitangueira, araçá, grumixama, abil, quaresmeira, abricó-da-praia e ipês branco, amarelo e roxo.
O resultado surpreendeu os responsáveis pelo programa. “Já tivemos estoque de mudas esgotado antes, mas não esperávamos tanta procura hoje num bairro onde há pouco movimento”, avaliou a bióloga Denise Amorim, que vê o fato como um bom sinal. “Maricá é uma cidade com muitos lugares para se plantar, e que tem essa vocação naturalmente. Para nós, pode ser um sinal de que a consciência e a preocupação com o meio ambiente estão aumentando entre quem mora aqui”, ponderou ela.
Em agosto, a tenda do programa Maricá + Verde será montada em Ponta Grossa (dia 4, em frente ao mercado), Centro (dia 11, na Praça Orlando de Barros Pimentel), Inoã (dia 18, em frente ao mercado) e Itaipuaçu (dia 25, na praça da Rua 70). Em setembro será a vez de Ubatiba (dia 1º, no posto de saúde), Caju (dia 08, no bar do Lelei), na rodoviária do Centro (dia 15), na praça da Divinéia (dia 22) e no Flamengo (dia 22, em frente ao mercado).

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline