Maricá: Cidade deverá ter coleta seletiva ainda este ano

A Prefeitura de Maricá se prepara para implantar de forma efetiva a coleta seletiva de lixo em toda a cidade ainda este ano. O projeto que está sendo formatado pela Subsecretaria de Meio Ambiente – ligada à Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente – prevê a participação de cooperativas e de catadores de lixo individuais, cujo cadastro já pode ser feito pelo telefone 2637­-1581 ou na sede do órgão (Estrada do Caxito s/nº). O edital de convocação para as cooperativas deverá ser publicado entre abril e maio e o rito jurídico do projeto deve ser finalizado até o mês de julho. De acordo com o subsecretário Guilherme Mota, será disponibilizado um galpão com equipamento próprios para recolhimento, separação e prensagem dos diferentes tipos de materiais recicláveis. O grande avanço almejado, no entanto, é na criação de uma cultura de coleta seletiva junto à população.

“Queremos uma educação voltada para a separação correta desses materiais, com campanhas nos bairros e a criação de ecopontos onde o descarte poderá ser feito”, projetou Mota, que acredita ainda no aumento da arrecadação do chamado ICMS Verde com a implantação do projeto, além de uma maior geração de emprego e renda. Outro órgão que se prepara para a coleta seletiva é a Secretaria Municipal de Conservação, que já pensa em lanças uma campanha­piloto nas escolas da rede municipal e também na montagem de postos de coleta em grandes eventos, como o aniversário da cidade, em maio.

“É preciso esclarecer à população os benefícios deste tipo de coleta e a destinação correta que cada material desses terá”, afirmou o secretário Adelso Pereira. O projeto conta ainda com o apoio da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), que realiza estudos sobre o mercado de reciclagem na cidade. Segundo o presidente José Orlando Dias, a avaliação está sendo feita junto à população, ao comércio e à indústria na cidade, com o objetivo de traçar um perfil da atividade. “Este é o momento de entender como funciona esse mercado por aqui e sua realidade, para que possamos direcionar o projeto que estamos elaborando e atribuir as responsabilidades corretas para que tenhamos sucesso”, afirmou José Orlando.

Booking.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *