Maricá: Vereadores defendem ônibus ‘vermelhinhos’ em sessão

Vereadores da base do governo foram à tribuna na sessão da Câmara dos Vereadores desta segunda-feira (20) para defender o funcionamento da Empresa Pública de Transportes (EPT) com os ônibus vermelhinhos.

O vereador Rony Peterson (PR), vice-líder do governo, foi o primeiro a defender a autarquia. Ele defendeu o funcionamento da empresa pública comentando que milhares de pessoas seriam beneficiadas caso os ônibus estivessem em circulação. Atualmente os coletivos estão impedidos de circular devido a uma decisão da justiça.

O vereador Fabrício Bittencourt (PTB), líder do governo na Câmara, comentou dados técnicos, informando que a maioria do quadro de funcionários da EPT é composto de profissionais contratados através de concurso. Ele também deu transparência à folha de pagamentos, mostrando que o governo municipal investe mensalmente cerca de R$ 700 mil na EPT.

Fabrício também explicou que dezenas de motoristas da empresa estão trabalhando em outros órgãos da prefeitura, como na Secretaria de Educação, onde os ônibus estão sendo utilizados, e na Secretaria de Saúde. Fabrício também informou que os fiscais da empresa pública estão cedidos para a Secretaria de Trânsito e trabalhando no ordenamento das ruas do município.

A sessão contou também com a presença de funcionários da Empresa Pública de Transporte. A defesa se deu a partir de uma denúncia feita pela vereador Filippe Poubel (DEM), que mostrou dados de funcionários nomeados a partir de indicações políticas. Ele, que fez a denúncia, foi à tribuna para falar que é a favor dos vermelhinhos.

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

4 comentários em “Maricá: Vereadores defendem ônibus ‘vermelhinhos’ em sessão

  • 20 de março de 2017 em 22:58
    Permalink

    EPT VERMELHINHO O MAIOR SIMBOLO DE CORRUPÇÃO DE MARICA.!!!

    Resposta
  • 21 de março de 2017 em 16:56
    Permalink

    Quem vai pagar a multa diária que a Justiça vai impor por descumprimento de decisão judicial?
    Basta de desperdício de dinheiro público e demagogia!
    O Brasil está em crise, não cabe ao poder público ficar esbanjando dinheiro com esse ônibus que não tem horário nem itinerário certo. Trabalhador com carteira assinada tem horário para cumprir e não pode ficar esperando para ver se o vermelhinho vai passar ou não. Vermelhinho é para quem está de folga no botequim e quer dar um rolé para variar.

    Resposta
  • 22 de março de 2017 em 11:23
    Permalink

    ISSO E IMORAL TRATAM A POPULAÇÃO COMO IGNORANTES !!!

    Resposta
  • 26 de março de 2017 em 20:33
    Permalink

    IMORAL a criação desta aberração o EPT VERMELHINHO transporte gratuito com um custo mensal de 1,8 milhões pior parado e com o custo anual de 197,7 milhões para um município de maricá em especial ITAIPUAÇU totalmente abandonada SEM ÁGUA,TRATAMENTO DE ESGOTO,SEM HOSPITAL,SEM SEGURANÇA,SEM AGENCIA BANCARIA,SEM PASSAGENS DOS CANAIS PARA PRAIA, SEM ORLA DA PRAIA ,SEM COLETA DE LIXO REGULAR , RUAS ESBURACADAS,SEM RUAS ASFALTADAS,OBRAS INACABADAS sem nenhuma infraestrutura ; NÃO ENTENDO COMO UMA POPULAÇÃO DE ITAIPUAÇU COM EM PADRÃO DE INVESTIMENTO MORADIAS LINDAS em fim pessoas esclarecidas convive com esta ABERRAÇÃO.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline