Violência aumenta em Maricá e assusta moradores

Reportagem: João Henrique

Quem vive há mais de dez anos em Maricá tem se assustado com o aumento da criminalidade, que cresce vertiginosamente a cada dia. Aquela cidade pacata, onde os moradores podiam tranquilamente dormir com portas abertas, já não existe mais, salvo casos de excessão.

Maricá viu sua população quase dobrar em pouco mais de uma década, reflexo da violência que assolava o Rio de Janeiro e a Baixada Fluminense. Com a criação do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro e a esperança de grandes empreendimentos para a criação de empregos, Maricá recebeu milhares de novos moradores que vieram para cá em busca de tranquilidade.

Nós do ‘Maricá Info’ analisamos os dados do Instituto de Segurança Pública referente ao mês de janeiro de 2016 e 2017. Houve um crescimento em quase todas as modalidades de crimes praticados.

Em janeiro de 2016, a única delegacia de Maricá (82ª DP), registrou 23 casos de roubo a transeunte, enquanto em janeiro deste ano foram registrados 44 casos. Roubo a residências registrou um aumento de 200%, saltando de 2 (dois) casos em janeiro de 2016 para 6 (seis) casos em janeiro deste ano.

Analisamos também o aumento de casos de roubo de veículos, que cresceu 1 (um) caso de janeiro do ano passado para janeiro deste ano. O número de homicídio doloso, quando se há a intenção de matar, cresceu de 3 (três) casos em janeiro de 2016 para 4 (quatro) casos em janeiro deste ano.

A delegacia também registrou que o número de estupros caiu. Foram 7 (sete) casos registrados em janeiro de 2016 e 4 (quatro) casos em janeiro de 2017. O número de casos de estelionato também caiu, de 32 casos em janeiro do ano passado para 18 casos em janeiro deste ano.

Os dados oficiais do Instituto de Segurança Pública (ISP-RJ) mostra o que vemos no dia-a-dia, uma crescente onda de assaltos e furtos, o que assusta os moradores que eram acostumados com a tranquilidade de outros tempos.

É dever do Estado provir segurança aos seus cidadãos, porém, com a crise que assola a administração estadual, recai sobre as prefeituras o dever de ajudar no policiamento ostensivo. É o que a prefeitura de Maricá fará, com um convênio firmado para dar gratificações a policiais militares, civis e bombeiros, ajudando-os a se manterem empenhados em trabalhar com afinco, garantindo que a criminalidade não cresça.

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

Um comentário em “Violência aumenta em Maricá e assusta moradores

  • 24 de março de 2017 em 11:47
    Permalink

    O estrago que seu voto faz sem pensar.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline