Audiência debate segurança pública em Maricá

Uma audiência pública foi realizada na manhã desta segunda-feira (24) no plenário da Câmara de Vereadores de Maricá e contou com a presença da comissão de segurança da Alerj, de vereadores, autoridades de segurança do município, além da sociedade civil representada pelo Conselho Comunitário de Segurança.

Quem conduziu os trabalhos foi o deputado estadual Zaqueu Teixeira, membro da Comissão de Segurança da Alerj e contou também com a presença da deputada estadual Rosângela Zeidan, do delegado da 82 DP Julio Cesar Mulatinho, do comandante da 6 CIA Capitão Barreto, do Secretário Municipal de Segurança Celso Netto, além do Coronel Rocha, comandante do 12º BPM.

Em sua fala, Zaqueu Teixeira comentou que é importante que o poder público municipal não se isente da segurança, jogando a responsabilidade pro Governo do Estado, mas que faça o seu papel de prevenção, como projetos sociais, qualificação e valorização da Guarda Municipal, entre outros.

“Não há como ter política de segurança apenas com nossos policiais sendo colocados na cova do leão.” Comentou a Deputada Zeidan, enfatizando que a prefeitura municipal tem qualificado a juventude, evitando que os jovens sigam para o caminho da criminalidade.

Ela comentou que, desde 2013 vem solicitando ao Governo do Estado a implantação de uma Companhia Independente da PM, além do aumento do efetivo da polícia militar no município.

Foi falado também sobre a gratificação dada aos policiais e agentes de segurança do estado que trabalham no município, que deverá ficar em torno de R$3 mil trimestrais, sendo condicionado a gratificação à melhoria dos índices de segurança pública.

“Vários fatores influem na segurança e as parcerias com os municípios é fundamental.” Comentou o Coronel Camargo, comandante da 4a CPA, que citou que o ideal seria que o efetivo fosse maior em Maricá.

De acordo com o Coronel Rocha, comandante do 12º BPM, comentou que é importante buscarmos de formas conjunta melhorias para a segurança pública. “Sempre que passamos por uma crise econômica, ela vem acompanhada por uma crise na segurança.” Comentou o Coronel.

O Coronel Rocha também destacou que o programa PROEIS poderá dobrar o efetivo da polícia militar em Maricá. Ele também destacou a importância de se registrar os crimes na delegacia e as vezes até pela internet, para que a polícia militar possa fazer o planejamento do policiamento. “Nas áreas onde há a maior incidência de crimes, é onde colocaremos os nossos parcos recursos.” Comentou.

O Coronel Rocha também citou os índices da criminalidade em Maricá, citando dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), demonstrando que a meta de combate a criminalidade não foi atingida em diversas modalidades de crimes.

O delegado titular da 82a DP, Dr. Julio Cesar Mulatinho, também comentou sobre a importância do registro de ocorrência na delegacia. “Polícia se baseia nos depoimentos que são dados na delegacia, e daí nos efetuamos as investigações,” disse. Segundo ele, o município tem sido um grande parceiro da Polícia Civil e Militar.

O Secretário Municipal de Segurança Celso Almeida Netto agradeceu ao delegado Julio Cesar Mulatinho e ao Coronel Rocha pelo apoio que tem dado ao município.

Celso também agradeceu a Guarda Municipal que se engajou na campanha de vacinação durante o último fim de semana e disse que tem a vontade de criar a Polícia Municipal. “Colocaremos diversos módulos de segurança, para fazer um cinturão de forma a conter a entrada de violência externa no município.” Comentou.

Esse módulo terá a presença de policiais e guardas, além de agentes de segurança. “Essa será uma política de segurança de proximidade, que combaterá crimes de menor potencial ofensivo.” Comentou.
Ele disse que trabalha de forma integrada, tentando conhecer cada local para que possa desenvolver uma política de segurança pública plena.

Aldair de Linda, presidente da Câmara de Vereadores, comentou que conseguiu trazer o RAS, junto com o então secretário de segurança Fabrício Bittencourt, atual vereador líder do governo. Segundo Aldair, os policias em Maricá vestem a farda como se fossem sua segunda pele. Ele também comentou que uma das ações tomadas poderia ser armar a guarda, para que ela possa dar um apoio no policiamento mais ostensivo.

O presidente da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores, Marcus Bambam, parabenizou as autoridades de segurança por trabalhar com os poucos recursos que tem. Bambam pediu para que incluísse os policiais da 6a UPAM Serra da Tiririca no plano de gratificação que a prefeitura dará aos agentes de segurança do município.

No final, a fala foi aberta aos inscritos.

Booking.com

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

Um comentário em “Audiência debate segurança pública em Maricá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *