Maricá: Estudantes cobram informações sobre o Bilhete Único Universitário

Estudantes beneficiários do programa Bilhete Único Universitário cobraram nesta segunda-feira (5) do Secretário de Assistência Social, Jorge Castor, informações sobre as recargas do cartão e sobre o funcionamento do projeto.

O grupo, composto de três estudantes, Jean Pierre, Lucas Nunes e Maycon Mota, ouviram as explicações do secretário, criador do projeto em 2012, que a grande responsável pela demora na renovação deste contrato é a Fetranspor, devido a burocracia criada a cada momento.

De acordo com o secretário, o valor das recargas já foi empenhado mas depende da assinatura de um novo contrato, pois houve uma mudança no CNPJ e no nome das empresas responsáveis pelas recargas. A burocracia emperra e prejudica os estudantes.

Castor fez questão da presença da coordenadora do projeto, Katia, que informou que o contrato já foi enviado para a Fetranspor e que lá aguarda ser aprovado pelo setor jurídico para depois ser enviado ao presidente para a assinatura e segundo ela, esse processo pode demorar uma semana, pois o responsável pelo jurídico só trabalha em um dia na semana.

Segundo a secretaria, as recargas serão feitas durante os 12 meses do contrato, independentemente das férias, como forma de compensação aos meses que o contrato ficou pendente da assinatura, e as recargas não foram feitas.

De acordo com o funcionário do administrativo da secretaria, existem dois processos distintos, sendo um de contratação, que já foi enviado para a Fetranspor e outro de pagamento, que será executado após a assinatura do contrato. Segundo o funcionário, não há a possibilidade do pagamento ser feito antes da assinatura do mesmo.

O Secretário Jorge Castor se colocou à disposição dos estudantes e propôs a criação de uma comissão destes para que as informações possam ser dadas e cobranças possam ser efetivamente feitas a quem tem responsabilidade.

Castor comentou ainda, que está estudando outras alternativas ao Bilhete Único Universitário, como a volta dos ônibus da própria prefeitura que realizava o transporte dos estudantes antes de 2012.

Procuramos a Fetranspor, que emitiu uma nota nesta terça-feira (6) sobre o caso, confira:

“A Fetranspor esclarece que seguiu todos os procedimentos exigidos para fornecimento de créditos de transporte para a Prefeitura de Maricá. A negociação seguiu de acordo com os mesmos aspectos legais que ampararam outras negociações comerciais com instituições públicas e privadas.

A Fetranspor mantém o diálogo com a Prefeitura de Maricá para que seja firmado o contrato o mais breve possível para continuidade do benefício oferecido pela prefeitura.” Diz a nota.

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline