Maricá: Vereador de oposição critica criação de cargos na prefeitura sem concurso público

Os vereador de oposição, Filippe Poubel criticou na sessão da última segunda-feira (12) a criação de cerca de 600 cargos e mais 5 secretarias na prefeitura de Maricá, sem que seja feito um concurso público.

“Estão ferindo o princípio da isonomia. A população clama por concurso público, a população não quer mais cabide de emprego. Isso é um absurdo, criar cinco secretarias para apadrinhar politicamente os funcionários.” Comentou Poubel da tribuna da Câmara.

“Pastor Roberto. É casado com a irmã da esposa do Pastor Renato, nomeado na EPT ganhando R$ 15.435, ou seja, indicação do pastor Renato, secretário de governo municipal. É pra isso, população, que quer aprovar mais 500 cargos, para botar os parentes, os indicados políticos, os apadrinhados.” Falou o vereador Poubel, direcionando a sua fala para os munícipes.

O vereador questiona a criação das vagas sem o concurso público, pois seria um meio de dar oportunidade a todos que querem trabalhar e não somente aos indicados políticos. “Governo este que se diz diferente do passado, mas a prática é a mesma.” Disse Poubel.

O vereador Ricardinho Netuno (PEN), também criticou a criação dos cargos e citou ainda que os Guardas Municipais vão ter um reajuste de R$ 700 em 4 anos pois a prefeitura alegou um alto impacto orçamentário e agora querem aprovar mais de 500 cargos com um impacto só neste ano de R$ 20 milhões.

O vereador presidente da Câmara, Aldair de Linda (PT), comentou que, a criação dos cargos não obriga a contratação imediata, mas sim possibilita que essas vagas possam ser preenchidas.

Confira o vídeo da fala dos vereadores feito pela TVC:

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

Um comentário em “Maricá: Vereador de oposição critica criação de cargos na prefeitura sem concurso público

  • 13 de junho de 2017 em 19:34
    Permalink

    A POPULAÇÃO DE MARICÁ VAI PAGAR UM PREÇO ALTO POR NÃO PARTICIPAR,COBRAR E FISCALIZAR.
    COM ESTA POLITICA ELEITOREIRA DENTRO DO MUNICÍPIO CONSUMINDO MAIOR PARTE DA RECEITA DO MUNICÍPIO EM TROCA DE VOTOS PARA SE MANTEREM NO PODER.
    MUNICÍPIO DE MARICÁ NÃO TEM ÁGUA E ESGOTO PIOR ESGOTO A CÉU ABERTO.
    MARICÁ VIROU CURRAL ELEITOREIRO DO EPT VERMELHINHO.
    COMO VOCÊ SE SENTE PAGANDO ESTA CONTA E ALIMENTANDO ESTA IMORALIDADE.
    POÇO ATERSIANO X ESGOTO NO QUINTAL + ESGOTO A CÉU ABERTO (RISCO DE VIDA)

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline