Maricá: Prefeitura e Senai formam novas turmas

A Prefeitura de Maricá, através da Secretaria de Trabalho, formou mais duas turmas no curso de qualificação profissional gratuito fornecido através do Serviço Nacional da Indústria (Senai) contratado pelo município. As turmas são de Solda em Aço Carbono (Mig Mag), pelo Núcleo Profissional de Inoã, e de Auxiliar de Movimentação de Carga, pelo Núcleo de Itaipuaçu.

Com 19 alunos entre os turnos da tarde e da noite, o professor Miqueias Xavier aplicou seus 25 anos como profissional e seis como instrutor do Senai para ensinar processos de soldagem em chapas e tubulações nos quatro módulos estudados: Introdução à Técnica de Soldagem, Qualidade em Segurança no Meio Ambiente e Saúde (QSMS), e Teoria e Prática em Soldagem (2 módulos). Com um mínimo de 75% de frequência e 70% de aproveitamento, os formandos receberão seus certificados dentro de um mês.

O aluno Gustavo Sodré, 26 anos, morador de Itaipuaçu, fez o curso de Inspeção de Solda e pretende se especializar na área. “Quero fazer Engenharia Naval, e estou investindo na área. Já recebi convites de empresas para estágio e acho que em pouco tempo estarei trabalhando, apesar do mercado estar em recessão”, garantiu. Carlos Alexandre Barros, 33 anos, casado, um filho, morador em Itaipuaçu, diz que quer apreender cada vez mais. “Fiz o curso de Técnico em Edificações, e quero investir agora na área de produção”, adiantou. Alessandra Quintanilha, 20 anos, casada, uma filha, moradora em Inoã, diz que pretende trabalhar na área muito em breve. “A mulher no mercado de trabalho como técnica ou operária especializada é um fato recente, mas provamos que somos tão eficientes na profissão quanto os homens”, comentou.

No curso de Auxiliar de Movimentação de Carga, o professor Carlos José Kumstat durante três meses deu instrução a 26 alunos entre os turnos da tarde e noite, orientando teoricamente e na prática, a identificação, classificação e guarda de materiais em depósitos, armazéns e áreas portuárias, além do manejo de equipamentos. Normas de segurança também foram ensinadas. Alguns alunos fizeram cursos no setor, como Assistente em Logística Portuária, Manobrista de Empilhadeira, Auxiliar de Administração, e outros. Maquetes de projetos funcionais foram apresentados como prova final pelos alunos.

O grupo representado pelo casal Bruno Gonçalves, 38, e Eunice Ribeiro, 41, apresentou um projeto de uma empilhadeira movida a gás e rodas giratórias, que movimentou carga com uma lança e pallets confeccionados com palitos de picolé. O aluno Kaleb Carvalho, 18 anos, morador de Itaipuaçu, demonstrou a ação de uma garra pneumática, cujo ar é controlado através de seringas representando pistões. A aluna Jaqueline dos Santos Oliveira, 32 anos, casada, moradora de Itaipuaçu, é formada em Engenharia de Produção e Segurança do Trabalho. Fez outros três cursos técnicos pelo Senai: Compras, Auxiliar em Administração, e Assistente em Logística Portuária. “Estou me especializando nesta área, na esperança de uma de contratação de trabalho”, enfatizou.

O curso de Pedreiro de Revestimento em Argamassa e Cerâmica está em sua segunda edição, em Itaipuaçu. São 32 alunos entre os turnos da tarde e noite, orientados pelo professor Getúlio da Costa Pinheiro Júnior, 42 anos, oito de Senai. A aluna Lisana Aires, 38 anos, diz que está aprendendo bastante. “Vim do Rio em 2002, e acho que Maricá cresceu desde então. Só em oferecer cursos profissionais gratuitos, é um avanço social que nem toda cidade tem. Quero adquirir conhecimento prático para fazer obras em minha própria casa e nas casas dos outros”, frisou.

Jorge Marcos Soares, 65 anos, é metalúrgico aposentado e diz que quer aprender a construir e reformar. Faltava o acabamento. “Já fiz outros cursos e este é o complemento. Quero ganhar também algum dinheiro. Tenho dois filhos cursando faculdade, um deles desempregado. O curso é bom e o professor, exigente. Como todo curso, precisa dedicação. Além disso, eu e amigos ajudamos com mutirões, obras na comunidade”, concluiu.

A subsecretária de Trabalho, Arilda Carvalho, informou que a contratação do Senai está reduzindo a demanda do município por qualificação profissional, e que novos cursos irão acontecer nos próximos meses. “Estamos inaugurando um novo espaço no Flamengo. Solicitamos os cursos de maior procura, como Eletricidade, Panificação e Logística, com base nos empreendimentos que estão acontecendo ou com previsão de implantação, além de pesquisas com o próprio alunado”, concluiu.

Booking.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *