Fundo eleitoral com dinheiro público é imoral, afirma Marcelo Delaroli

O deputado federal Marcelo Delaroli (PR-RJ) votou contra e critica duramente a aprovação, na madrugada desta quinta-feira (05/10), do fundo eleitoral, dinheiro público para financiar campanhas políticas a partir do ano que vem. Pela proposta, cerca de R$ 2 bilhões devem ser destinados aos candidatos a cargos no Legislativo.

Durante a noite de votação, Delaroli postou vídeos em sua página em rede social mostrando-se indignado com a união de partidos como PMDB, PT, PCdoB, entre outros, para aprovação da proposta considerada “imoral” pelo deputado maricaense.

“Dinheiro que deveria ir para Saúde, Educação, Segurança, destinado para campanha política. É absurdo principalmente nesse momento de crise em que a maioria dos municípios não tem verba para investir. Partidos de direita e de esquerda, além da falsa oposição, se uniram para ferrar ainda mais os cofres públicos. A maioria daqueles que estão envolvidos em escândalos de corrupção votaram a favor dessa imoralidade do fundo eleitoral”, critica Marcelo Delaroli.

Para o deputado, a aprovação desmoraliza ainda mais o Parlamento junto à população, pois fizeram de tudo para impedir a votação nominal, na tentativa de esconder da população os nomes dos deputados que votaram a favor do fundo público eleitoral.

“Com tantos casos de corrupção no país, sem dinheiro para investir em nada, aprovam esse fundo que representa mais cortes na Saúde, Educação e Segurança do povo brasileiro. Não serve de alento, mas com a votação nominal a população sabe quem aprovou essa imoralidade”, conclui Marcelo Delaroli.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline