Maricá: Circuito Praia 2017 começa com disputas de vôlei na Praia da Barra

O Circuito Praia 2017 de Maricá reuniu no último domingo (02/12), 19 equipes de vôlei de praia (sendo 12 de homens e 7 de mulheres) de Maricá, Rio de Janeiro, Niterói, Cabo Frio e Saquarema que se enfrentaram na arena montada na praia da Barra na altura da Rua 13. As partidas eliminatórias aconteceram durante todo o dia. O evento teve ainda a participação de importantes nomes do vôlei de praia como Sandra Lima, Tiê Santana e Wallace Ramos.

Nas finais masculinas, Max e João Marcelo enfrentaram Flávio e Vinícius Galano e consagraram-se campeões por dois sets a zero 21 X 0 e 21 X 19. Nas disputas femininas, Raquel e Roberta enfrentaram Thais e Arari e também levaram a melhor por dois sets a zero 18X9 e 18 X 11.

“Praticar esporte é muito bom. Você não perde tempo em praticar esporte numa praça, que hoje em dia é uma coisa rara. É muito importante, faz parte da nossa infância. Tem muitas crianças boas que acabam indo para as drogas e a marginalidade e o esporte ajuda a tirá-las disso ou impedir que elas vão para esse lado”, disse comemorando João Marcelo dos Santos, professor de educação física e morador de São Gonçalo.

Atletas do Rio, Raquel Neto e Roberta Ribeiro (18 anos) são moradoras do Rio Cumprido (RJ). “Nós encontramos pessoas novas, ganhamos experiência e eu estou muito feliz com a vitória e minha evolução. Gostei muito dessa competição e achei tudo muito organizado”, disse Raquel.

Roberta completou: “Gosto muito de vôlei então sempre peço que tenha mais competições e faço questão sempre de participar de torneios na Região dos Lagos. Estou muito feliz, com a sensação de alívio e dever cumprido”, disse.

O Secretário de Governo e Obras, Renato Machado, esteve no local e falou sobre o potencial turístico da cidade e o investimento esportivo. “Famílias tradicionais da cidade estão vindo para cá, jovens estão participando do circuito, prestigiando fisicamente e interagindo harmoniosamente. Então essa sequência de esportes é que vai fazer toda a diferença no futuro. Estamos priorizando o esporte porque entendemos que as crianças mais ocupadas com o esporte significam uma geração mais educada, uma mente mais ocupada com coisas saudáveis, um corpo físico mais preparado”, explicou.

Filipe Bittencourt, Secretário de Esportes, também falou das belezas naturais da cidade e antecipou novidades: “Estamos fazendo na Barra porque queremos mostrar para as pessoas nossa paisagem e incentivar nossos atletas à cada vez mais incentivar o esporte. E nossa ideia ano que vem é fazer o circuito em todos os bairros desde Ponta Negra à Itaipuaçu, mas os formatos ainda serão definidos”, adiantou.

Sandra Lima, participou de três olimpíadas de vôlei de quadra e ganhou a primeira medalha feminina em Atlanta em 1996. “Estou passeando, querendo colocar umas coisas na cidade porque trabalho com vôlei para crianças e como a cidade está me abraçando, acredito que possamos fazer parcerias para ajudá-las. O que puder fazer pelo esporte de Maricá, eu quero fazer”, adiantou.

Campeão europeu como treinador da seleção Norueguesa sub 19 e sub 21 em 2009, assistente técnico da Seleção Brasileira adulta masculina de vôlei de praia de 2013-14 e campeão Sulamericano como treinador da dupla Thaís e Fábiola em 2015, Tiê Santana falou sobre a importância do vôlei de praia.

“Para mim significa muita coisa, é minha vida, o voleibol me trouxe tudo. Comecei muito cedo, trabalhei com grandes gerações do esporte, grandes duplas, seleção brasileira, campeões olímpicos, morei fora quatro anos e ver Maricá, uma cidade litorânea, dar valor a um esporte que traz tanta alegria é muito bacana. Sou treinador de vôlei de praia poder prestigiar um evento como esse com uma estrutura bacana com respeito ao atleta e às pessoas que estão aqui e trazer mais um polo esportivo que trata o esporte como um braço da sociedade”, destacou.

Treinador e Campeão Mundial sub 19 com a seleção brasileira masculina e assistente técnico da seleção do Qatar nas Olimpíadas Rio 2016, Wallace Ramos também deu sua opinião: “Atualmente trabalho com os atuais campeões olímpicos. Acho que esse torneio é muito importante para a cidade e o desenvolvimento do voleibol de praia que é um estilo de vida. Maricá está de parabéns pela estrutura que é muito melhor do que muitas que nós vemos por aí e pela iniciativa”. afirmou.

Na plateia com a namorada, Rafael Guerra (34 anos), falou sobre a opção de lazer. “Ter uma opção de entretenimento no final de semana é uma boa iniciativa”, ponderou o morador de Inoã.

Já Vania Werneck Galano (54 anos), moradora do Flamengo, que também competiu, falou sobre desenvolvimento e treino. “Todo jogo é treino também, manutenção, exercício e corpo. Agora ser em Maricá para mim foi uma delícia porque estou no quintal de casa, minha família toda aqui, meu filho participando. A Sandra Lim,a atleta olímpica que foi minha primeira treinadora e essa estrutura montada com arquibancada, água, fruta e uniforme está incrível”, concluiu.

No próximo final de semana, o local vai ser palco das disputas de futevôlei masculino (09/12) e beach soccer masculino e feminino (10/12).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline