Início Notícias de Maricá Marcelo Delaroli e bancada federal vão destinar cerca de R$ 80 milhões...

Marcelo Delaroli e bancada federal vão destinar cerca de R$ 80 milhões para a segurança pública

Combate à violência ganha mesma prioridade que Saúde e Educação

Diante da grave crise enfrentada pela segurança pública no Rio de Janeiro, o deputado federal Marcelo Delaroli (PR-RJ), um dos mais atuantes no setor, mobilizou os demais integrantes da bancada federal para que nesse ano de 2018 tratem a segurança com a mesma prioridade que Saúde e Educação. A união trará resultados concretos para melhorar as condições de trabalho dos policiais, com a destinação de cerca de R$ 80 milhões, através de emenda de bancada, para reforçar a infraestrutura e a compra de equipamentos.

Marcelo Delaroli afirma que o aumento dos índices de violência, inclusive de mortes de policiais – somente PMs foram 134 assassinados no ano passado – prejudicam todas as áreas, como saúde e educação.

“Ao longo de todo o ano passado vimos com muita tristeza a morte de policiais, intensos tiroteios que fecharam escolas e postos de saúde, prejudicando demais a população. Os recursos que iremos destinar agora em 2018 vão ajudar os policiais, que necessitam muito de melhores condições de trabalho”, afirma Marcelo Delaroli.

O deputado, que iniciou mandato no ano passado, consolidou-se como um dos principais nomes em defesa dos agentes de segurança pública, tendo apresentado projetos de lei favoráveis à categoria, como isenção de IPI na compra de veículos e na compra de armas.

Relatório de Delaroli a favor da blindagem de viaturas policiais também foi aprovado na Comissão de Segurança Pública. O deputado destinou ainda mais de R$ 6 milhões para aquisição de novas viaturas pela Polícia Militar.

“Precisamos assegurar plenas condições de trabalho aos policiais porque são eles quem estão na linha de frente de combate ao crime. Nossos policiais precisam estar com salários e gratificações em dia, temos cobrado sempre o governador sobre isso, como também o aumento no efetivo com a convocação dos aprovados no concurso de 2014 e a mudança na escala de trabalho da PM para 24/72h”, conclui Marcelo Delaroli.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui