Início Notícias de Maricá Aldair de Linda quer criar mobilização em prol da construção do porto...

Aldair de Linda quer criar mobilização em prol da construção do porto de Jaconé para gerar empregos em Maricá

O presidente da Câmara de Maricá, Aldair de Linda (PT), quer criar um grande movimento na cidade em prol da construção do Porto de Jaconé. Aldair convocou os colegas vereadores, durante a sessão da Câmara de Vereadores desta quarta-feira (07/08), para organizar um grande ato para sensibilizar a Justiça e demais autoridades da importância da liberação da construção da obra.

A preocupação de Aldair de Linda é com a geração de emprego na cidade. A construção do Porto de Jaconé deve gerar em torno de 13 mil empregos.

“Temos que fazer um movimento pacífico. Parar a rodovia Amaral Peixoto, pelo menos uma faixa, para chamar a atenção das autoridades. O desemprego é grande na cidade. Recebo centenas de pedidos de emprego todos os dias. Temos que fazer uma grande mobilização. Não podemos ficar de braços cruzados”, afirma Aldair.

A intenção de Aldair é reunir cerca de 10 mil pessoas no movimento. Os vereadores Chiquinho (PP), RobGol (PT) e Rony Peterson (PR) manifestaram apoio à iniciativa do Presidente da Casa.

O Porto

Um pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) tenta embargar o empreendimento por conta de uma formação rochosa localizada na região de construção do porto. São os chamados ‘beachrocks’- pequenas pedras próximas à orla da praia de Jaconé.

O empreendimento já possui a licença ambiental para iniciar as obras, mas depende da licença de instalação que é objeto de discussão judicial.

Técnicos do Departamento de Recursos Minerais do Estado do Rio (DRM) já emitiram pareceres favoráveis à construção, já que os ‘beachrocks’ não são pedras características apenas da região e não sofreriam o impacto alegado pelo MPRJ.

O empreendimento Porto de Jaconé fica a 200 km em linha reta dos poços de petróleo da Bacia de Santos e 35 km do Comperj. O local é privilegiado pelo calado natural, ou seja, profundidade, cerca de 30 metros, que permite a atracação de navios petroleiros.

O TPN poderá transferir 850 mil barris/dia e 1 milhão de contêineres por ano. O porto terá investimentos de quase dois bilhões de dólares do capital privado. Este será o maior porto onshore do país e poderá gerar mais de 10 mil empregos.

1 COMENTÁRIO

  1. LAMENTÁVEL a colocação e visão do presidente da câmara é vereadores em acelerar a construção do porto.
    Essa visão é acomodação por parte de vereadores,viverem na sombra do contribuinte é pior não somando se quer condições que venha beneficiar é facilitar este desenvolvimento,por falta de LOGÍSTICA dentro do município de maricá.
    FINGEM não entender que o município carente dos serviços BÁSICO pior não tem ÁGUA É TRATAMENTO DE ESGOTO.
    FINGEM para a maioria de seus eleitores que não sabe ler é fazer contas de que estão empenhados para melhorias dentro do município,que não virão por falta de infraestrutura.
    HÁ realidade e outras para esses governantes, viverem na sombra dos contribuintes e mantendo e alimento com esperanças de dias melhores para seus eleitores que não sabe ler e fazer contas.
    NA TERRA DE QUEM TEM UM OLHO E REI.

    VAI UMA DICA PARA MARICÁ CRIAR É ATRAIR PEQUENOS E GRANDES INVESTIDORES e se torna um município RICO com milhares de OPORTUNIDADES de trabalho.(ÁGUA E ESGOTO)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui