Início Notícias de Maricá Delegada diz que jovens mortos em chacina em Maricá não tinham envolvimento...

Delegada diz que jovens mortos em chacina em Maricá não tinham envolvimento com crime

Principal suspeita é que vítimas foram mortas por um grupo miliciano da região

Na manhã desta segunda-feira (26), a Delegada Titular da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí, Bárbara Lomba, disse que os jovens mortos na chacina que ocorreu na madrugada do último domingo (25), não tinham envolvimento com qualquer atividade criminosa.

Segundo a linha de investigação, os jovens foram mortos em uma ação da milícia local. Eles estavam com os corpos perfilados e foram assassinados com tiros de pistola calibre 380. Os corpos foram liberados para o IML (Instituto Médico Legal) e a perícia já foi concluída. Um dos jovens será sepultado na cidade de Magé e outro na capital do Rio.

Os sepultamentos feitos em Maricá serão pagos pela prefeitura. Os familiares das vítimas não quiseram falar com a reportagem.

Sávio de Oliveira Vitipó, 19, Mateus Bitencourt da Silva, 18, e os menores Patrick Silva Diniz, Matheus Barauna dos Santos e Marcus Jonathas voltavam de um show no Centro de Maricá quando foram abordados na área de convivência do residencial Carlos Marighela, do ‘Minha Casa, Minha Vida’ de Itaipuaçu, perfilados um a um e assassinados com tiros a queima roupa.

Investigação

As investigações apontam que homens armados possam ter vindo em um carro e abordado os jovens, já que todos foram mortos com tiros na cabeça. Segundo a delegada responsável pelo caso, há a hipótese do consumo de drogas ou que eles propagavam nas músicas que faziam alguma ideia que desagradasse a esses grupos (milícia).

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui