Início Notícias de Maricá Vereadores de Maricá debatem acidentes na RJ-106

Vereadores de Maricá debatem acidentes na RJ-106

No último final de semana uma jovem de 16 anos, grávida de seis meses, foi atropelada e morta na Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), altura do antigo Tubarão Show, em Maricá. A tragédia suscitou discussões a respeito da necessidade emergente de implantação de mais passarelas na rodovia. Os parlamentares apoiaram familiares e amigos da vítima que realizaram nesta terça-feira um protesto na via pedindo por mais passarelas. O vereador Tatai pediu apoio da deputada estadual, Rosângela Zeidan, e afirmou ainda que fará um abaixo-assinado pedindo a implantação de uma passarela onde ocorreu o acidente.

“Fiz uma indicação em 2013 pedindo a passarela para a área e não podemos mais esperar. São vítimas, pessoas morrendo. Sábado passado tivemos uma fatalidade. A Aline perdeu uma filha de 16 anos e um bebê. Ontem fizemos um protesto, pedindo somente uma passarela. Próximo onde teve o acidente há um colégio e as crianças precisam atravessar a pista. Nós sabemos a dificuldade dessas pessoas de atravessarem”.

O presidente da Câmara de Maricá, Aldair de Linda (PT), explicou que já fez pedidos solicitando passarelas. Ele explicou que buscou informações junto ao Departamento de Estradas e Rodagens (DER) pedindo a solução rápida do problema. “Ao longo desses três mandatos já perdi as contas de quantas indicações fiz para que fosse feita passarela em frente ao Tubarão Show e sa escola. Fui até o Estado falar com o presidente do DER, e o prefeito e a Zeidan e nada é feito. Sinceramente não sei nem o que fazer para que façam essa passarela. Já fomos onde tínhamos que ir”.

O vereador Marcinho da Construção (DEM) disse que já conversou com o prefeito Fabiano Horta e que este afirmou que fará quatro novas passarelas. “Eu havia gravado um vídeo na sexta antes do acidente falando da importância da passarela e uma fatalidade acontece logo no dia seguinte. Venho reforçar esse pedido porque não foi uma ou duas mortes. Já morreram inúmeras pessoas. O DER nada faz, se a prefeitura não fizer, ninguém faz.”

Também estiveram presentes na sessão os vereadores de Tanguá, Valdir Caetano e Jailson Antunes, além do vereador niteroiense, Renatinho. A suplente de vereadora de São Gonçalo, Priscilla Canedo, também assistiu à sessão.

Saúde e Defesa Civil – O vereador Filippe Poubel (DEM) denunciou novamente problemas na saúde. Ele levou relatos de pacientes que precisam de tratamento, exames e cirurgias urgentemente. “Eu trouxe a denúncia do senhor Maurício que tem suspeita de câncer na garganta. Por questão de humanidade eu acompanhei o paciente numa cidade vizinha e graças a Deus ele fará o exame hoje. Ele não pode esperar até julho”.

Em resposta às denúncias apresentadas na sessão passada, o presidente da Comissão de Saúde, Felipe Auni, levou esclarecimentos. “Sobre as denúncias da UPA, o problema lá é que tivemos ausências de médicos. Um teve conjuntivite e não houve tempo para uma substituição, outra médica foi demitida e o outro teve um problema e está respondendo pela ausência. Casos de emergência ficavam lá. Casos que poderiam ser encaminhados ao hospital, estavam sendo encaminhados. Sobre o paciente com suspeita de câncer na garganta, ele foi atendido com dor de garganta, foi examinado e foi prescrito o remédio. No dia 20 de março ele foi a UPA e foi encaminhado para a unidade para marcar um especialista. A acompanhante foi buscar no dia 5 de abril. Como viram a urgência, marcaram a consulta dele para amanhã.”

O vereador Ricardinho Netuno explicou que os problemas na UPA são recorrentes. Ele relatou deficiências também no Corpo de Bombeiros. Netuno explicou que não há viaturas no posto em Itaipuaçu e pediu intervenção da Prefeitura de Maricá mesmo não sendo sua atribuição.

Ordem do Dia – Foi votado o veto total ao projeto de lei, de autoria do vereador Dr. Richard, que dispõe sobre a utilização de escovódromo nas escolas e creches públicas do município. O veto foi mantido.

Também foi votado o veto total ao projeto de lei do vereador Ismael Breve que dispõe sobre a obrigatoriedade das agências bancárias em disponibilizar agentes de segurança privada junto aos terminais de caixas eletrônicos do município. O veto também foi mantido.

Os parlamentares também votaram proposta de emenda de autoria da Mesa Diretora que modifica o artigo 92 da Lei Orgânica do Município de Maricá.

Também foi votado parecer pela admissibilidade com emendas substitutivas ao PL de autoria de Marcus Bambam que determina o tombamento, como patrimônio público histórico, cultural e religioso de Maricá a Igreja Matriz Nossa Senhora do Amparo, da Igreja de São José e da Capela Nossa Senhora da Saúde.

Foram votadas também moções do vereador Felipe Paiva a Nataniele Lima dos Santos e a Sindele Dauane Santos. Também foi votada moção de autoria do vereador Dr. Felipe Auni ao pastor Arnaldo Diogo dos Santos e ao subsecretário, Welton Campello.

Também foram votadas moções de autoria do vereador Chiquinho ao lutador Raphael Dom Garcia. Frank Costa também ofereceu moção a Washington Pinheiro Filho.

Foi dada moção de congratulação a Jorge Silva Guimarães filho, pelo vereador Marcinho da Construção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui