Início Notícias de Maricá Vereadores de Maricá pedem CPI da Enel

Vereadores de Maricá pedem CPI da Enel

Projeto de Lei proíbe instalação de dispositivos equipados com chip pela concessionária de energia elétrica

Os vereadores de Maricá pediram, mais uma vez, a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), para investigar o serviço prestado pela Enel, durante sessão ordinária ocorrida nesta segunda-feira (18) no plenário da Câmara de Maricá. O vereador Marcinho da Construção (DEM) informou que entrou com Projeto de Lei proibindo a instalação de dispositivos de energia elétrica equipados com chips eletrônicos. O projeto também prevê que a empresa fornecedora de energia elétrica retire os equipamentos já em funcionamento com chip no município.

“Dei entrada hoje em um PL sobre a Enel. Tenho recebido diversas reclamações com relação aos chips instalados nas casas. Eles tiraram o direito de comprovação daquilo que foi gasto. Eles começaram a fazer cobrança por estimativa. Não há registro exato do que foi gasto. Recebi gente no meu gabinete que ficou dois meses fora de casa e a luz veio no mesmo valor, em R$ 400. O MP já entrou com ação contra a Enel e algumas casas de leis já entraram com esse projeto”.

O vereador Rony Peterson (PR) reclamou dos altos valores cobrados nas contas de luz. “Ouvi meu amigo Marcinho a respeito da Enel e relembro nessa tribuna que entramos com uma representação no MP por conta do desserviço e da forma unilateral de cobrança. Hoje você paga R$ 500 e amanhã paga R$ 800”.

Chiquinho (PP) afirmou que é preciso investir rapidamente na criação de uma CPI. “Temos que nos unir para entrar com CPI o mais rápido possível”.

O vereador Filippe Poubel (PSL) também salientou a necessidade de criação da CPI. Ele explicou que a concessionária deve criar pólos de atendimento em todos os distritos. “Ano passado dei entrada na CPI contra essa empresa que presta esse desserviço. Com a mudança da Ampla pra Enel, teve um aumento exorbitante, sem contar com a queda de energia. A cidade inteira sofrendo por causa dessa empresa. Sem contar a distância que a pessoa tem que percorrer para resolver aqui no Centro. Quando chega aqui não tem sistema. Tem que colocar pólos nos distritos também”.

O líder do Governo, Fabrício Bittencourt (PTB) também é a favor da criação da CPI. “Como Casa Legislativa temos que dar prosseguimento na CPI para investigar essa empresa”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui