Início Esportes Atleta de Maricá conquista cinturão Latino-Americano de boxe

Atleta de Maricá conquista cinturão Latino-Americano de boxe

Com o apoio da Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer, o lutador de boxe Raphael Valloury Garcia, conhecido como Dom Garcia, conquistou no último sábado (01/09), na Bahia, o título Latino-Americano pela World Boxing League/WBF na divisão dos Cruzadores. O morador de Maricá nocauteou no segundo round o soteropolitano Gueo Santos, que é campeão mercosul da World Boxing League (WBL), em duelo válido pela categoria de 84 kg a 91 kg. Com a vitória, Dom Garcia se torna o primeiro carioca a ser campeão Latino-Americano na categoria e o primeiro atleta do Rio de Janeiro a ser campeão brasileiro pela divisão dos Cruzadores, título conquistado em março deste ano.

Antes de viajar ir à Bahia, o boxeador de 28 anos já mantinha aqui em Maricá uma rotina de treinamento diário de aproximadamente 3h a 4h, com exercícios de reforço muscular na academia, corrida de longa distância para evitar lesões antes da luta, aliado ao treino técnico e à alimentação, sendo acompanhado pela nutricionista Juliana Mata. Na Bahia, o atleta foi treinado pelo preparador David Bispo, que também já foi campeão de várias entidades.

Após retornar para Maricá com o cinturão, Dom Garcia contou que já começa nesta semana a rotina de treinos para disputar o título mundial pela World Boxing Union, que pretende realizar na metade do próximo ano na praça central do município. “É uma ousadia que vale a pena para coroar o investimento da parte da Prefeitura de Maricá, através da Secretaria de Esporte. Há possibilidades ainda de ter transmissão da televisão para essa luta. Então, eu estou otimista e quero trazer isso para a cidade. Eu acho que trazer essa luta desse nível para cá vai ser legal e muito bom para a autoestima do povo maricaense”, afirmou.

De acordo com o secretário de Esporte e Lazer, Felipe Dias Bittencourt, a Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer, tem investido nos atletas da cidade. “Acreditamos que através do esporte alcançaremos uma transformação social, conciliando com os benefícios à saúde do indivíduo. Maricá tem orgulho dos resultados alcançados por nossos atletas e esperamos cada vez mais poder contribuir para o crescimento deles”, disse.

Além de atleta, Dom Garcia ainda mantém o projeto de boxe no Residencial Carlos Marighella (Itaipuaçu), onde morou em um determinado tempo de sua vida. No entanto, ele faz um apelo aos professores de artes marciais para darem sequências às aulas durante os períodos que antecedem às lutas, quando precisa de um foco maior nos treinos. “Eu faço um convite aos professores de artes marciais da cidade que quiserem participar do projeto para entrar em contato comigo. Assim, conseguimos reduzir a marginalidade e damos condições para as pessoas praticarem esporte. Acho que podemos fazer ainda muito mais”, relatou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui