Início Notícias de Maricá Trilhas por Maricá é uma boa opção para lazer durante o verão,...

Trilhas por Maricá é uma boa opção para lazer durante o verão, confira opções

O município de Maricá (RJ) não possui apenas praias e lagoas, mas também diversas trilhas que levam a lindos lugares pouco explorados e de natureza quase intocável. A maioria delas foi sinalizada há pouco tempo e todas são gratuitas, mas vale o alerta: avise sempre a outras pessoas que você vai para uma trilha e procure ir em grupos e preparado para as trilhas, pois cada uma tem seu nível de dificuldade.

Conheça algumas das trilhas mais visitadas de Maricá:

1 – Pedra do Elefante: Um dos principais pontos turísticos da cidade, a Pedra do Elefante é o ponto final da Serra da Tiririca, tendo seu ponto mais alto denominado de “Alto Mourão”, com 412 metros de altura. A trilha tem cerca de 2 km de extensão e fica localizada no Parque Estadual da Serra da Tiririca, com aproximadamente 1h40m de duração, dependendo do ritmo do grupo, com trechos de caminhada de nível moderado e ‘escalaminhada’ na parte final. Lá de cima dá pra vislumbrar uma linda paisagem de todo município de Maricá, suas serras, praias, lagoas e ilhas. Clique aqui e confira a reportagem completa sobre a Trilha da Pedra do Elefante.

2 – Pedra do Macaco: A trilha da Pedra do Macaco, em São José do Imbassaí, é curta e bastante íngreme. São cerca de 600 metros de trilha mas um deslocamento de 220 metros da base até o cume. O caminho é bastante definido e a subida íngreme percorre quase todo o percurso da trilha. De lá de cima pode-se ter uma vista em 360º da cidade. Na parte da frente o bairro de São José de Imbassaí, a lagoa de Maricá e o Oceano Atlântico, podendo ver as Ilhas Maricá (em breve aqui no site), ao lado direito a Pedra de Inoã, parte da Serra do Tiririca, ao lado esquerdo pode-se ver até o Centro da cidade. Clique aqui e leia a reportagem completa sobre a trilha da Pedra do Macaco.

3 – Grutas do Spar: São formações rochosas formadas após a exploração de feldspato em uma escavação desativada no bairro Spar, que tem esse nome devido a uma homenagem ao Ministro Luis Sparano. A trilha é considerada leve ou média, dependendo do preparo físico, com duração média de 4h ida e volta. No local também pratica-se rapel. São várias cavernas, algumas com ligações entre uma e outra. Em uma delas há uma piscina natural, onde pode-se refrescar nas águas quase sempre geladas. Clique aqui e leia a reportagem completa sobre a trilha das Grutas do Spar.

4 – Gruta de Ponta Negra: Uma das trilhas bastante comentadas ultimamente, a trilha da Gruta de Ponta Negra é bem curta e te leva a cavernas marítimas localizadas quase debaixo do Farol de Ponta Negra, cartão postal do balneário mais badalado da cidade. Com águas calmas e cristalinas, deve-se verificar se o mar está propício antes de se fazer a trilha, pois pode ser perigoso em dias de ressaca. Clique aqui e confira a matéria completa sobre a trilha da Gruta de Ponta Negra.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui