Da redação | João Henrique – Na noite desta terça-feira (1º de Janeiro), sob calor de mais de 3C, o prefeito Washington Quaquá (PT), o vice-prefeito Marcos Ribeiro (PT) e os 11 vereadores eleitos, tomaram posse em uma sessão solene no Colégio Cenecista, no Centro de Maricá.
Prefeito Washington Quaquá (PT) em seu discurso de posse.
(Foto: João Henrique | Maricá Info)
A posse foi marcada pela presença do secretariado escolhido pelo prefeito e pelo juramento dos eleitos.
A cerimônia seguiu como de costume, a cerimonialista conduziu o prefeito, o vice-prefeito e vereadores eleitos para a mesa, onde se deu início a sessão solene.
Na sessão, iniciada com dificuldade pelo vereador ‘Bidi’, elegeu a nova mesa diretora da Câmara Municipal de Maricá, sendo:
Fabiano Horta (PT) presidente; Aldair de Linda (PPL) Vice-presidente; Filipe Bittencourt (PMDB) primeiro secretário e Bubute (PT) segundo secretário.

Confira a lista que irão compor o legislativo municipal de 2013 à 2016:
Adelso Pereira (PRP); Aldair Nunes Elias (PPL); Bidi (PMDB); Bubute (PT); Chiquinho (PT); Fabiano Horta (PT); Filipe Bittencourt (PMDB); Frank Costa (PTdoB); Helter Ferreira (PT); Robson Dutra (PMDB) e Tatai (PTB).


Em seu discurso de posse, o prefeito Washington Quaquá falou sobre a dificuldade com a gestão do mandato anterior e anunciou novos projetos para Maricá e projetos políticos para o futuro.

Quaquá falou também da Câmara de Vereadores empossada nesta terça-feira. “Eu estou assumindo este mandato agora, sem os chantagistas sentados alí na mesa. Aquela mesa não é mais um balcão de delegacia nem um balcão de negócios.” comentou o prefeito de Maricá reeleito, afirmando que a Câmara será uma parceira para o crescimento da cidade.
Segundo o prefeito, a Câmara irá aprovar a moeda mumbuca, a ocupação da Restinga de Maricá pela Resort, entre outros projetos.

Milhares de pessoas lotaram a quadra do Colégio Cenecista, no Centro de Maricá.
(Foto: João Henrique | Maricá Info)

O prefeito afirma que este mandato irá para as ruas, pedir a ajuda da população para três abaixo-assinados. Um para a criação de um Batalhão de Polícia Militar em Maricá, para melhorar a segurança pública, outra é o problema com a água. Em entrevista em sua diplomação, Quaquá fala que a CEDAE brinca com Maricá.
A terceira é para que sejam abertas novas licitações para novas empresas de ônibus que irão operar em Maricá. Ambas as reivindicações serão direcionadas ao governador Sérgio Cabral (PMDB).

Quaquá afirma que a nova gestão será dura com as empresas de ônibus de Maricá e que a prefeitura vai começar a administrar o Terminal Jacinto Luiz Caetano.

Confira as matérias relacionadas:

    Deixe uma resposta

    Escreva seu comentário!
    Digite seu nome