A partir do dia 15 de abril, a secretaria municipal de Saúde de Maricá inicia a 15ª campanha de vacinação contra a gripe (Influenza), de âmbito nacional, em 20 pontos distribuídos pelo município. Com o slogan “Quem lembra da vacina se protege da gripe”, a campanha terá um momento especial de mobilização nacional (o dia D), no dia 20/04, mas o período de vacinação segue até o dia 26 deste mês.

O objetivo da campanha é reduzir a mortalidade, as complicações e internações em consequência de infecções pelo vírus da gripe. Pessoas maiores de 60 anos, gestantes, crianças de seis meses a menores de dois anos de idade, povos indígenas, profissionais da área da saúde, população prisional, os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (acometidos por doenças cardíacas, pulmonares obesos e transplantados), pacientes com comorbidade (duas ou mais doenças relacionadas) devem ser vacinados. Esse ano, a campanha incluiu as mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias (em puerpério) por apresentarem a mesma vulnerabilidade de grávidas e por ajudarem a proteger o bebê pela amamentação, já que parte dos anticorpos contra o vírus da gripe pode ser transmitido pelo leite materno.

Campanha de vacinação contra gripe começa dia 15.
Campanha de vacinação contra gripe começa dia 15.

Segundo a coordenadora municipal do Programa de Imunização, a enfermeira Núbia Brum, em 2012 foram vacinadas 17.593 pessoas no Município. Este ano, a estimativa é imunizar 18.500 mil pessoas, tendo como meta preconizada pelo Ministério da Saúde alcançar pelo menos 80% do grupo prioritário.

A vacina estará disponível nas Unidades de Saúde de Família Bairro da Amizade, Bambuí, Barra, Espraiado, Guaratiba, Mumbuca, Ubatiba, Retiro, Ponta Grossa, São José I, São José II, Inoã I e Chácara de Inoã, Inoã II, Recanto, nos Postos de Saúde Central, São José, Inoã, Santa Rita e Itaipuaçu. E no dia “D”, os moradores de Santa Paula poderão se vacinar na Escola Municipal Vereador Osdevaldo Marins da Matta. Os interessados devem procurar as unidades das 8h às 16h.

Para se vacinar é obrigatório apresentar documento de identificação e caderneta de vacinação; para as puérperas (mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias) pode ser apresentado o cartão da gestante, a certidão de nascimento ou caderneta de vacinação da criança, se preenchido corretamente. Para os portadores de doenças crônicas é necessário apresentar laudo médico conforme indicação clínica do Ministério da Saúde, esse laudo será retido na unidade para justificar as doses aplicadas neste grupo.

Como contraindicação, a coordenadora alerta que não devam tomar a vacina indivíduos com história de reação anafilática prévia e pessoas alérgicas a ovo de galinha e seus derivados, assim como a qualquer componente da vacina.

A vacina, injetável, é aplicada de forma intramuscular no braço (adultos, uma dose de 0,5 ml), e em crianças, de forma intramuscular na coxa (uma dose de 0,25 ml). A imunidade prevista é de doze meses, razão pela qual a vacina deve ser tomada anualmente.

Deixe uma resposta

Escreva seu comentário!
Digite seu nome