Notícias do BrasilRio de Janeiro

Papa é recebido no Rio; há manifestação na recepção do pontífice

O papa Francisco chegou na tarde desta segunda-feira (22) ao Rio de Janeiro e foi recebido pela presidente Dilma Rousseff (PT) e pelo prefeito Eduardo Paes. O pontífice desfilou em um carro pelas ruas do Centro da cidade e depois no ‘papa móvel’ aberto, ele saudou a todos em seu primeiro discurso e pediu licença para entrar no Brasil.

“Cristo bota fé nos jovens”, afirmou o pontífice argentino, que faz sua primeira viagem internacional desde que foi escolhido sucessor de Bento XVI. O Papa fica no país até domingo (28) e ainda visitará a cidade de Aparecida (SP), nesta quarta.

Papa Francisco foi calorosamente recepcionado no Rio de Janeiro. (Foto: Gabriel Bouys/AFP)
Papa Francisco foi calorosamente recepcionado no Rio de Janeiro.
(Foto: Gabriel Bouys/AFP)

Manifestação

Do lado de fora do Palácio Guanabara, onde o papa foi recebido por cerca de 600 pessoas, manifestantes queimaram um boneco que representava o governador Sérgio Cabral. Um grupo de infiltrados se infiltrou entre os manifestantes e atirou pedras e coquetéis molotov contra os policiais.

Repórteres da Mídia Ninja (que fazem parte da mídia alternativa e fazem a transmissão em tempo real, sem edições, das manifestações) foram detidos por ‘incitar a violência’ por policiais militares e encaminhados à 9ª DP (Catete). Às cerca de 22h30min os ‘ninjas’ foram liberados da delegacia de polícia sem pagar fiança. Eles apenas assinaram um termo de compromisso. Outros dez manifestantes foram encaminhados à delegacia do Catete.

Boneco que representava o Gov. Sérgio Cabral foi queimado. (Foto: Gabriela Batista / Mídia Ninja)
Boneco que representava o Gov. Sérgio Cabral foi queimado.
(Foto: Gabriela Batista / Mídia Ninja)

Cinco pessoas foram detidas no protesto contra o governador Sérgio Cabral.

Repórter da Mídia Ninja foi detido por transmitir ao vivo a manifestação.
Repórter da Mídia Ninja foi detido por transmitir ao vivo a manifestação.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo