Maricá lança programa de reflorestamento no aniversário da cidade

Em comemoração ao aniversário de 199 anos da cidade, a secretaria municipal de Ambiente lança neste domingo (26/05) o “Maricá Mais Verde”, programa de reflorestamento das matas às margens dos rios da cidade. Alunos de escolas municipais e idosos da Casa da 1ª a 3ª Idade irão plantar mudas doadas por agricultores locais no trecho urbano do rio Mumbuca, da RJ-106 (entrada ao lado do Corpo de Bombeiros) até a ponte da Mumbuca. O evento começa a partir das 10h.

Segundo a secretaria de Ambiente, o programa de reflorestamento se estenderá a toda à área da bacia hidrográfica do Ubatiba, rio que abastece a cidade, e que compreende uma região de 1.017 hectares – equivalente a 148 estádios do Maracanã.

Maricá lança programa de reflorestamento no aniversário da cidade. (Foto: Reprodução | Internet)
Maricá lança programa de reflorestamento no aniversário da cidade.
(Foto: Reprodução | Internet)

Após o plantio das mudas, a secretária inicia a eleição dos mascotes das Unidades de Conservação da cidade. Um estante montado na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro, irá apresentar os 21 candidatos da fauna de Maricá. A eleição vai percorrer as escolas municipais e os dois mais votados serão os representantes das Unidades de Conservação.

Programa socioambiental

O secretário Alessandro Terra, destaca que o “Maricá Mais Verde” é um programa socioambiental que irá beneficiar os agricultores familiares da cidade num arranjo produtivo local organizado pelas secretarias municipais de Ambiente e de Pesca, Agricultura, Aquicultura e Pecuária. “Os pequenos produtores serão capacitados pelo Maricá Mais Verde, por meio do projeto horto-escola que está em elaboração, para produzirem árvores nativas sob orientação técnica da secretaria”, declarou Alessandro.

Segundo o secretário, os agricultores familiares estão sendo cadastrados e irão receber um apoio financeiro da prefeitura para construir os hortos em suas propriedades. “Eles somente irão iniciar o pagamento do empréstimo a partir do terceiro lote de produção (a média de colheita é de seis meses). Todos os hortos serão licenciados e registrados nos órgãos ambientais e agrícolas competentes”, destaca Alessandro.

A secretaria de Ambiente também vai montar um banco de áreas verdes com base nas Áreas de Proteção Permanente (APP) do município. Com estes dados, o município poderá oferecer opções de plantio ao estado. “Quando o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) autoriza a construção de um empreendimento, os empresários precisam plantar uma quantidade maior do que a foi retirada para compensar. Só que o estado não tem local disponível para plantar. Vamos oferecer o nosso banco de áreas e o empreendedor vai comprar as mudas do agricultor familiar de Maricá”, explica.

Booking.com

Redação Maricá Info

Levamos até você um jornalismo crítico, com imparcialidade e independência editorial. Aqui você tem voz, participe! Envie sugestões de reportagem e denúncias para o nosso Whatsapp: (21) 99621-9049.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *