Levantamento revela baixo índice de infestação de mosquito da dengue em Maricá

Imagem:

corposaun.com

A Secretaria de Saúde de Maricá divulgou o resultado do 3º Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (Liraa), do Programa Municipal de Combate à Dengue. No período de 1º a 7 de agosto de 2010, foram visitados 55.780 imóveis, constatando-se que o índice de infestação no município foi de 0,5%, considerado de baixo risco. São José do Imbassaí, Araçatiba, Boqueirão e Inoã apresentaram os maiores índices de infestação do Aedes aegypti, principalmente em garrafas, latas, recipientes plásticos, vasos e pratos de plantas, tinas, poços e tambores

O combate ao mosquito da dengue no município de Maricá conta com 112 agentes de endemias, 71 dos quais ligados à Funasa e 41 municipais. Eles realizam visitas domiciliares, levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (Liraa), colocação de mantas em reservatórios de água para consumo humano, recolhimento e eliminação de depósitos como pneus, garrafas, entre outros, além de mensagens educativas. Durante o período, o Programa realizou ações de visitação de imóveis pelos agentes para tratamento focal e combate a roedores, fumacê nas localidades com índice de infestação alta e distribuição de toucas para caixas d’água.

Embora os dados estejam sempre sujeitos a revisão para atualizar, de janeiro a agosto de 2010 foram notificados 89 casos suspeitos de dengue, com 43 casos confirmados e um óbito. Os bairros de maior incidência são: Inoã, com 21 casos; Itaipuaçu, com 15 casos; São José, com 10 casos; e Centro, com 7 casos.
[Via: Jornal Atlântico]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here