Governo Quaquá se mobiliza para evitar epidemia de dengue
A Secretaria de Estado de Saúde envia ao Hospital Conde Modesto Leal, nos próximos dias, 25 cadeiras de hidratação para casos de dengue no município. A informação foi dada pelo Secretário de Saúde de Maricá, Carlos Alberto Malta Carpi.
“É importante podermos contar com mais essa ajuda, porque a dengue só complica se o doente não for hidratado a tempo, vindo a desenvolver baixa de plaquetas e hemorragia”, comentou Malta Carpi.
Para os pacientes que estiverem em tratamento de emergência, haverá um veículo que será usado unicamente no transporte do sangue coletado a fim de confirmar a suspeita da doença o mais rápido possível.
Denúncias – a Prefeitura de Maricá também se prepara para aumentar a capacidade de denúncia do cidadão, disponibilizando, além de um e-mail específico para casos de dengue ou focos de mosquito, mais telefones de contato.
Projeto de Lei – A Ouvidoria enviou mensagem à Casa Civil para que redija proposta de Projeto de Lei a ser encaminhada para votação na Câmara dos Vereadores. Pela proposta, o poder público obteria o direito de entrar em casas fechadas que sejam denunciadas como locais de focos do Aedes aegypti. 
3ª Idade – A subsecretária de Políticas para Idosos, Denise Fortes, está formando comitês de mobilização para atuar nos bairros onde o número de casos está alto. Grupos de idosos vão levar informações e orientações sobre como evitar a doença. “Todos que contatei se mostraram animados em ajudar”, disse.   


[Fonte: SECOM Maricá]

Deixe uma resposta

Escreva seu comentário!
Digite seu nome