24.3 C
Marica
segunda-feira, fevereiro 17, 2020
Home Notícias de Maricá Apagão deixa 1 milhão de pessoas sem luz

Apagão deixa 1 milhão de pessoas sem luz

O primeiro apagão do verão durou mais de uma hora atingindo cerca de 30 municípios do Estado do Rio de Janeiro, deixando quase 1 milhão de pessoas sem luz. A interrupção do fornecimento de energia ocorreu por volta das 14 horas e, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), uma perturbação no Sistema Interligado Nacional causou abertura da interligação Norte-Sudeste, interrompendo o fluxo de 5 mil MW para essas regiões do país. Em Niterói, a Região de Pendotiba foi a mais afetada e em Itaboraí os serviços no Detran sofreram atrasos.

A interrupção no Sistema Interligado Nacional (SIN) levou ao acionamento do Esquema Regional de Alívio de Carga (ERAC), coordenado pelo Operador Nacional do Sistema (ONS). O ERAC tem o objetivo de preservar a integridade do SIN e o fornecimento de energia aos consumidores essenciais, como serviços públicos e hospitais. Na área de concessão da Ampla, 14 municípios foram parcialmente impactados, dentre eles Niterói, São Gonçalo, Magé, Araruama, Cabo Frio, Duque de Caxias, Iguaba, Itaboraí, Maricá, Petrópolis, Resende, Rio das Ostras, Saquarema e Teresópolis. Cerca de 280 mil clientes da distribuidora tiveram o fornecimento afetado. A interrupção ocorreu das 14h03min as 14h51min e todas as regiões atingidas já estão com fornecimento normalizado.

A Light, companhia responsável pelo fornecimento de energia no Rio de Janeiro, informou que cerca de 600 mil clientes estão sem fornecimento de energia elétrica desde as 14h desta terça-feira nas zonas norte e oeste da capital e na Baixada Fluminense. A Light informou que as seguinte localidades estão sem luz: Bangu, Campo Grande, Guaratiba e Jacarepaguá, na zona oeste; Grande Méier, Pavuna, Inhaúma, Irajá, Penha, Cascadura e Madureira, na zona norte; Mesquita, Belford Roxo, Queimados e Nova Iguaçu, na Baixada.

O Detran informou que os postos de vistoria em Parada de Lucas, na zona norte do Rio, e nas cidades de Nova Iguaçu, Paracambi, Itaboraí, Queimados, São João de Meriti e Araruama tiveram o funcionamento atingido.

Apagões vêm de longa data

Nos últimos 13 anos o Brasil passou por três sérios episódios de crise de energia. No início de 2001 a população brasileira teve que adotar uma ampla e duradoura política de racionamento para evitar o risco de apagão. Em 10 de Novembro de 2009 não teve jeito; o apagão aconteceu e deixou às escuras nove estados, incluindo toda a região sudeste brasileira. No início de 2013, mais uma crise: reservatórios extremamente baixos em pleno verão – época de maior demanda energética.

Em todos esses episódios, a mesma figura central: Dilma Rousseff – em 2001 como Ministra de Minas e Energia, em 2008 como Ministra da Casa Civil e comandante do PAC, em 2013 como Presidente da República. Em todos esses episódios, o mesmo bode expiatório: a falta de chuvas – o vilão natural adequado para se culpar.

Marica
nuvens quebradas
24.3 ° C
25 °
24 °
94 %
3.1kmh
75 %
seg
28 °
ter
29 °
qua
29 °
qui
30 °
sex
27 °
73,333FansLike
23,286FollowersFollow
4,196FollowersFollow
980SubscribersSubscribe