Início Meio Ambiente Lagoas de Maricá sofrem com a falta de chuvas, poluição e desmatamento

Lagoas de Maricá sofrem com a falta de chuvas, poluição e desmatamento

(foto: João Henrique / Maricá Info)

Reportagem: João Henrique

Com a estiagem, o forte calor e a emissão de esgoto nos rios e canais, as lagoas do município de Maricá sofrem com a seca. A Lagoa de Maricá, a principal do sistema lagunar, já registra um dos menores níveis de sua história. Em alguns pontos, como no Marine e em Itapeba, o nível de água da lagoa recuou em mais de 10 metros.

Outra lagoa que sofre com a estiagem é a da Costa Verde, em Itaipuaçu, que há 7 anos estava com seu nível no máximo e não tinha tantas casas lançando esgoto no local. A Lagoa Brava foi uma que secou e é usada por uma mineradora para retirar areia, um crime totalmente autorizado pelo poder público estadual, que permite a extração e desmatamento do entorno.

Comparativo entre o nível de água da Lagoa da Costa Verde em 2007 (cima) e em 2015 (baixo). (foto: Jornal Maricá Em Foco)
Comparativo entre o nível de água da Lagoa da Costa Verde em 2007 (cima) e em 2015 (baixo).
(foto: Jornal Maricá Em Foco)

E por falar em desmatamento, esse é mais um dos fatores para que as lagoas sequem. O desmatamento ao entorno das lagoas e rios que ‘abastecem’ o sistema lagunar de Maricá, vem causando a queda no nível de água. Outro fator é o assoreamento dos canais e dos rios, fazendo com que a água vá com mais dificuldade entre o mar e as lagoas. Em alguns pontos podemos observar animais mortos como peixes e caranguejos, o que mostra o estado calamitoso em que as lagoas de Maricá se encontram.

A poluição por casas e comércios se dá, praticamente, com o aval da Cedae e do Governo do Estado, que não pune os infratores e não faz o tratamento do esgoto na maioria da cidade.

Para mantermos as nossas lagoas a salvo devemos preservar mais áreas verdes e evitar queimadas. Também é necessário denunciar quem faz extração ilegal de areia e desmata a vegetação. No entanto, devemos torcer para que chova o necessário para encher as nossas lagoas, rios e reservatórios de água, pois o problema só tem aumentado com o forte calor e a estiagem.

No Marine, lagoa teve um recuo de mais de 10 metros e mau cheiro incomoda moradores. (foto: João Henrique / Maricá Info)
No Marine, lagoa teve um recuo de mais de 10 metros e mau cheiro incomoda moradores. (foto: João Henrique / Maricá Info)

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui