segunda-feira, 10 agosto, 2020
22.5 C
Maricá

Maricá monta esquema especial de segurança para o Carnaval

Serão realizadas blitz da Operação Lei Seca e a Secretaria Municipal Adjunta de Segurança utilizará reboques para proibir o estacionamento irregular e o som alto

Está tudo pronto para o Carnaval em Maricá. Serão 10 palcos espalhados pela cidade e 80 blocos carnavalescos para animar os foliões de sexta-feira (13/02) até a Quarta-feira de Cinzas (18). A Prefeitura montou um esquema especial e a expectativa é que 500 mil pessoas aproveitem a festa na cidade. A novidade deste ano será a blitz da Operação Lei Seca durante os dias de folia, numa parceria com o município.

A Secretaria Adjunta de Segurança reforçou o efetivo com 120 agentes de trânsito e guardas municipais e outros 170 seguranças contratados para o Carnaval, que ficarão distribuídos nos locais com grande concentração, como praias e palcos dos shows. A Polícia Militar também aumentará o contingente e equipes do Corpo de Bombeiros ficarão de prontidão na sede do órgão, às margens da RJ-106.

Maricá terá Guardas Municipais e agentes de segurança nos locais de festa. (foto: Reprodução)
Maricá terá Guardas Municipais e agentes de segurança nos locais de festa. (foto: Reprodução)

O Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro; o posto de saúde de Santa Rita, em Itaipuaçu; e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Inoã funcionarão 24 horas por dia. Ao todo, serão seis postos médicos próximos aos palcos com maior concentração – Centro (Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel), Itaipuaçu (Praça dos Gaviões), São José do Imbassaí (quadra do Dínamo), Barra de Maricá (Rua 13) e as praias de Ponta Negra e Cordeirinho. Equipes especializadas (médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem) ficarão nos postos com suporte de ambulâncias. Além disso, equipes completas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estarão de prontidão 24 horas para atender os chamados da população durante o Carnaval.

A Prefeitura também utilizará dois reboques, com apoio da PM, para proibir o estacionamento irregular. Outra novidade é que a Secretaria Adjunta de Segurança usará um decibelímetro, aparelho que mede o nível do som em decibéis. A partir das 9h do sábado (14/02), os foliões que ultrapassarem o limite de 80 decibéis nos automóveis serão advertidos e, caso desobedeçam, terão os veículos rebocados. As operações acontecerão em todo município. Também serão distribuídas inicialmente 1000 pulseiras de identificação, com nomes da criança e do responsável e telefone, em palcos de maior concentração, como Centro e Ponta Negra, onde haverá shows do Fundo de Quintal, Neguinho da Beija-Flor, Sargento Pimenta, Swing e Simpatia e Trio Ternura. A Secretaria de Segurança informa que serão confeccionadas mais pulseiras, caso seja necessário.

Fechamento de ruas 

Os moradores e turistas precisam ficar atentos aos fechamentos de ruas durante o Carnaval. Nos locais onde haverá shows, o trânsito será interditado das 17h às 3h. Somente moradores terão acesso livre. A Guarda Municipal e agentes de trânsito sinalizarão as regiões e o trafego será desviado para ruas paralelas. Os palcos foram montados no Centro (Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel), Ponta Negra (praia do bairro), Cordeirinho (Rua 90), São José de Imbassaí (Quadra do Dínamo), Barra de Maricá (estacionamento da Rua 13), Santa Paula (próximo ao Condomínio de Santa Paula), Inoã (próximo ao Esporte Clube) e Itaipuaçu (Praça dos Gaviões, Praia do Recanto e Praia do Francês).

Os banhistas poderão aproveitar as praias com tranquilidade. Por dia, 30 salva-vidas da Defesa Civil irão trabalhar em postos de atendimentos em Cordeirinho (ruas 90 e 107), Itaipuaçu (ruas 53, 70, 77 e 83), Barra de Maricá (ruas 1, 4, 11 e 13), Ponta Negra (em frente ao terceiro quiosque da praia) e São José do Imbassaí (Praia da Aeronáutica, na restinga). Já o Corpo de Bombeiros reforçará as equipes na orla e ficarão nos postos de Itaipuaçu (da Rua 53 até o Recanto) e a praia de Ponta Negra. Viaturas da Defesa Civil ficarão em locais com grande concentração, como Itaipuaçu, Cordeirinho, São José do Imbassaí (Praia da Aeronáutica) e Barra de Maricá. Os telefones de emergência são 193 (Bombeiros) e 199 (Defesa Civil).

O subsecretário de Defesa Civil, coronel Ricardo Nunes, orienta que os banhistas devem respeitar as sinalizações nas praias e consultar os salva-vidas sobre as condições do mar. “É fundamental respeitar as indicações dos salva-vidas porque o mar em Maricá é muito perigoso devido as fortes correntezas”, alerta o subsecretário. “Os pais ou responsáveis devem redobrar a atenção com as crianças e identifica-las com pulseiras com nome e telefone presas na roupa de banho ou no corpo, usando um esparadrapo, por exemplo”, completa.

78,629FansLike
27,269FollowersFollow
2,726FollowersFollow
984SubscribersSubscribe