26 C
Maricá
sábado, dezembro 3, 2022

Familiares de paciente denunciam erro médico no Hospital de Maricá

Não é de hoje que a gestão da saúde em Maricá anda de mal a pior. Não obteve melhora nos últimos anos e não há prospecção de melhoras num futuro breve. O caso mais recente do descaso do Hospital de Maricá foi com um paciente que deu entrada com dores no tornozelo após uma partida de rugby e, após passar por exame de Raio X, foi medicado e mandado para caso, onde o médico lhe disse que houvera apenas uma torção.

Como o atestado precisava ser trocado, o paciente, junto com familiares, foram até o Hospital da Polícia Militar, no bairro Estácio, Rio de Janeiro, onde lá foi submetido a um novo exame de raio X, onde foi verificado que não havia apenas uma torção ou luxação, mas sim uma fratura e rompimento do ligamento. O paciente, que é Policial Militar, deverá ficar internado durante sete dias no Hospital da PM, para poder o ferimento desinchar e depois passar por cirurgia.

Paciente com perna fraturada e ligamento rompido foi diagnosticado apenas com uma torção no tornozelo.
Paciente com perna fraturada e ligamento rompido foi diagnosticado apenas com uma torção no tornozelo.

Essa não é a primeira vez que pacientes se submetem a erros médicos no Hospital Municipal Conde Modesto Leal. Em junho de 2013, uma grávida perdeu o bebê pois foi mandada para casa mesmo após sentir fortes dores e ser levada para o único hospital de Maricá. Em maio deste mesmo ano, um idoso de 62 anos morreu após dar entrada no hospital com falta de ar e foi colocado apenas para nebulização.

Acompanhe-nos no Google Notícias

Sem boatos, sem fofocas, apenas notícias relevantes para você ficar bem informado.

spot_img
spot_img
spot_img