24 C
Maricá
terça-feira, novembro 29, 2022

Parada LGBT reúne milhares em Maricá

Cerca de mil pessoas acompanharam, na tarde do último domingo (13/12), a 3ª Parada LGBT de Maricá, que partiu da Rua Joaquim Eugênio dos Santos (ao lado da ponte da Mumbuca) e seguiu até a Praça Orlando de Barros Pimentel, onde foi realizado pela primeira vez um show com transformistas. O evento, organizado pelo Grupo Humanos LGBT com apoio da Coordenadoria da Diversidade, Direitos e Políticas LGBT da Prefeitura de Maricá, foi marcado também por um ato ecumênico na abertura em homenagem à ativista e militante Márcia Regina Marçal, que faleceu em março deste ano.

Ao longo do trajeto, os participantes da parada foram saudados por populares que assistiam à passagem, que teve como tema “#NósSomosFamília”, em oposição ao projeto do Estatuto da Família que tramita no Congresso Nacional e exclui as chamadas ‘famílias homoafetivas’. “Pelo que observamos, muitas famílias vieram ver e apoiar a parada, o que sinaliza que a população entendeu e acolheu a nossa mensagem, que é contrária a todo tipo de discriminação e preconceito”, avaliou o coordenador LGBT de Maricá, Carlos Alves. “Nossa luta é também pela criminalização da violência contra lésbicas, gays, bissexuais e transexuais, denunciando atos de homofobia e lutando para que tenham seus direitos respeitados”, acrescentou.

Carlos Alves e o presidente do Grupo Humanos LGBT, Felipe Zeidan, destacaram o apoio da Prefeitura por ter oferecido ao evento uma estrutura para o show na Praça Orlando de Barros Pimentel com a qual o evento jamais contara. “Foi a primeira vez que nossos artistas puderam realmente se apresentar com boas condições de palco, luz e som. Algo realmente que deu gosto de ver, ficamos muito felizes com isso”, frisou Alves.

Acompanhe-nos no Google Notícias

Sem boatos, sem fofocas, apenas notícias relevantes para você ficar bem informado.

spot_img
spot_img
spot_img