Início Notícias de Maricá Maricá: Estacionamento rotativo começa a valer em maio

Maricá: Estacionamento rotativo começa a valer em maio

A partir de maio começa a ser implantado no Centro de Maricá o estacionamento Rotativo. A ideia é provocar uma facilidade para que os condutores encontrem vagas para realizar seus serviços ou necessidades no comércio ou rede bancária local. Inicialmente serão 600 vagas, podendo chegar a mais de mil. Os períodos serão divididos em duas horas, custando para os veículos licenciados em Maricá R$ 2 e para os carros dos demais municípios R$ 2,50.

“Hoje as pessoas que precisam de um serviço no Centro não encontram vagas, acabam usando estacionamentos privados e pagam o preço de uma hora muito caro. O rotativo irá facilitar isso”, disse José Orlando, presidente da Codemar, durante coletiva de imprensa.

De acordo com a Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), a venda dos “tickets” será feita através do comércio local credenciado ou por aplicativos. Em regiões que não hajam comércios cadastrados estarão disponíveis agentes para compra do mesmo.

“Estamos tendo todo cuidado. Sabemos que existem pessoas que encontram dificuldades em utilizar a tecnologia, por isso teremos os comércios como parceiros. Ainda assim, caso na região exista uma sombra – locais sem credenciamento – teremos agentes para realizar a venda”, disse Orlando.

Segundo José Orlando, as vagas serão delimitadas pelas secretarias de Transportes e Segurança. Idosos e pessoas com deficiência terão vagas determinadas. Comércios terão vagas de carga e descarga, assim como farmácias que seus clientes precisam de uma breve parada também terão sinalizadas vagas com tempo determinado.

Períodos – O estacionamento rotativo permitirá que o condutor compre apenas dois períodos, um total de quatro horas no Centro. Depois deste período não poderá permanecer no local. O objetivo do parqueamento de vagas é coibir a ocupação de vagas próximos aos centros comerciais durante um dia inteiro.

“A rotatividade beneficiaria os comércios e os motoristas que vivenciam a economia da cidade. Além disso, o novo sistema será administrado pelo próprio município e os valores arrecadados serão revertidos em investimentos como acessibilidade, educação no trânsito, entre outros. além de contribuir para uma menor poluição ambiental com a redução da circulação dos veículos em busca de vagas”, falou Orlando.

Regulamentação do estacionamento privado – Segundo José Orlando, já estão sendo realizadas conversas com os proprietários destes estabelecimentos. A ideia é regulamentar todos.

Câmeras – A fiscalização ocorrerá através de câmeras instaladas em veículos que circularão pela cidade. Haverá também instalação de câmeras nas ruas e estas serão integradas ao sistema de cinturão de segurança da cidade.

Vagas – Ao final da implantação serão disponibilizadas 1.840 vagas, distribuídas em três setores identificados como sendo os mais críticos. A processo será executado em três fases: Fase 1 – Centro e adjacências; Fase 2 – Ruas centrais de Itaipuaçu e Inoã; e Fase 3 – Orlas Municipais (Ponta Negra, Itaipuaçu e Barra de Maricá).

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui