Maricá: Prefeitura fará entrega de Cartões Mumbuca para alunos da rede municipal de ensino

Foto: Evelen Gouvêa

A Prefeitura fará nesta quinta-feira (07/11) a entrega de 500 cartões do programa Mumbuca Futuro para alunos do 9º ano da rede municipal de ensino que residam na cidade. A ação, iniciativa das secretarias de Economia Solidária e Educação, acontece às 9h, no CEM Joana Benedicta Rangel, no Centro.

Os cartões serão entregues e será feito o crédito previsto em cada um, além da apresentação do plano econômico solidário dos alunos.

O programa prevê o pagamento de dois benefícios: 50 Mumbucas (equivalente a R$ 50) por mês, para ajudar na compra de livros e material escolar; e o depósito de R$ 1.200 a cada ano cursado no ensino fundamental e médio, ambos condicionados à aprovação e frequência escolar de 75% nas aulas do programa e nas aulas regulares.

Esse último benefício será depositado em reais e somente poderá ser utilizado para custear o ensino universitário ou para a implantação do próprio negócio, possibilitando ao futuro empreendedor adquirir produtos ou serviços fora da cidade.

“A entrega dos cartões vai ser um marco no projeto que visa manter os alunos na escola, evitando a evasão escolar, e dando oportunidade de crescimento e de emancipação, garantindo o futuro dos jovens de Maricá”, destacou o secretário Diego Zeidan.

De acordo com o gestor, o Mumbuca Futuro tem como principal objetivo, inserir e estimular os estudantes para o mercado de trabalho, por meio do incentivo constante aos estudos e ao empreendedorismo, com ênfase no cooperativismo e/ou associativismo, a partir dos princípios da economia solidária e da agroecologia.

No contraturno escolar, os alunos participam de aulas de economia solidária, empreendedorismo, cooperativismo, agroecologia, soberania alimentar, comércio justo, consumo responsável e finanças solidárias.

Com carga horária de quatro horas, sendo uma aula por semana, às quintas-feiras ou sextas-feiras, o curso é realizado na própria unidade em que o aluno estuda, exceto para as escolas João Monteiro e Antônio Lopes da Fontoura.

O programa teve início em 2018 por meio de uma proposta experimental com as turmas de 6º ano para avaliar a aceitação da metodologia aplicada sem o pagamento de benefício. Este ano serão atendidas as turmas do 9º ano regular, somente de rede municipal de ensino. Mas, para o próximo ano, o programa será estendido para beneficiar alunos a partir do 6º ano até o 3º ano do ensino médio.