23.6 C
Maricá
sábado, setembro 18, 2021

Empresa de internet é impedida por traficantes de prestar serviço no “Minha Casa, Minha Vida” de Itaipuaçu

O provedor de internet “Leste Telecom” foi impedido por traficantes do residencial “Minha Casa, Minha Vida” de Itaipuaçu, em Maricá, de prestar o serviço no local. De acordo com a nota divulgada pela empresa em suas redes sociais, os traficantes querem dinheiro para permitir o serviço.

Nota:

“Aos Moradores do Condomínio residencial Carlos Marighella – Itaipuaçu – Maricá

Informamos aos moradores do Condomínio residencial Carlos Marighella que pela segunda vez em menos de 1 semana fomos impedidos por traficantes de prestar serviços no local.
No início da semana uma equipe foi abordada na localidade e informada que para operarmos no condomínio teríamos de “fechar” com o “dono”.
Sem pagamento, não entraríamos mais. 
Apresentamos os fatos – oficialmente protocolizados, na Delegacia de Policia Civil, Batalhão da Polícia Militar e diretamente tanto para a Prefeitura quanto para a Câmara dos Vereadores. 
Por esse motivo, e já imaginando que os traficantes ou os provedores “fechados” com estes já devem ter iniciado as sabotagens aos nossos cabos na região, informamos aos clientes afetados que NÃO podemos enviar equipes para manutenção e muito menos para novas instalações no condomínio.
Já fomos expulsos (e continuamos sem operar) no Minha Casa Minha Vida de Inoã desde 2018. Fizemos mais de uma tentativa e em todas fomos impedidos por homens armados. Todas foram devidamente informadas as autoridades.
Quando fizemos nosso projeto para a cidade de Maricá colocamos todas as áreas. Mesmo contra o instinto natural de pular regiões que tinham fama de “perdidas” fizemos uma rede cobrindo TODA a cidade de forma a permitir atendimento a todos os moradores – da região mais nobre até a mais simples. 
Não queríamos continuar com um ciclo de desigualdade na parte que nos cabe (telecomunicações) e SEMPRE lutamos contra isso.
Infelizmente a Leste Telecom já viu sequências de fatos iguais acontecerem em São Gonçalo e Itaboraí.
Primeiro, perdemos pequenos pontos periféricos. Depois regiões periféricas. E finalmente chegarmos a bairros e distritos inteiros. Hoje temos de “aceitar” operar onde “AINDA podemos trabalhar”.
Não desejamos isso para a cidade de Maricá. 
PARA TODOS OS BAIRROS DE MARICÁ!!!
Esperamos que tal roteiro tenha seu final mudado pelo bem da população e das empresas que querem trabalhar e gerar empregos na cidade.
Lamentamos MUITO por ter de escrever essa nota e interromper atendimento a mais um local na cidade. Ainda são apenas 2! Ainda.
Simplesmente fechar os olhos não muda o que está acontecendo a nossa volta. Nem nos poupa das consequências…
Equipe Leste Telecom.”

 

Anúnciosspot_img