28 C
Maricá
sexta-feira, dezembro 2, 2022

CT do Vasco pode não sair por causa da Lagoa de Maricá

O Centro de Treinamento do Vasco da Gama, que deverá ser construído em Maricá pode ter muitas barreiras a enfrentar, uma delas é a Ambiental.
O terreno destinado ao CT se situa em beira da Lagoa de Maricá, no Parque Nanci, pode ser impossibilidade de ser usado para uma construção como um centro de treinamento.
As lagoas de Maricá são APPs (Áreas de Preservação Permanente), segundo o Art. 337 da Lei Orgânica do Município, veja clicando aqui.


Na Lagoa há uma faixa de proteção do sistema lagunar do Município, sendo a ela, proibidas as seguintes atividades (Art. 338 §1°):

I – o parcelamento da terra, para fins urbanos;
II – o desmatamento, a extração de madeira e vegetação característica e a retirada de espécimes vegetais;
III – a caça, ainda que amadorística, e o aprisionamento de animais;
IV – a alteração do perfil natural do terreno;
V – a abertura de logradouros;
VI – a construção de edificações ou edículas


O projeto do CT do Vasco prevê a ‘construção’ seis campos, vestiários completos, sala de musculação, área específica de treinamento para goleiros, além de uma área de lazer. No mesmo terreno, de aproximadamente 150 mil metros quadrados, será erguido um colégio para aproximadamente mil crianças.


Tudo isto, distribuído em um terreno de 148 mil metros quadrados.



Impactos ambientas podem abalar o ecossistema de Maricá, a falta de tratamento de esgoto é preocupante.
A construção do CT do Vasco sob essas condições, seria um crime ao meio ambiente e à cidade de Maricá.
Trago alguns casos onde a justiça, o Ministério Público, determinaram que a prefeitura impeça construções em beira de lagoa. Cito o caso de Florianópolis. Justiça Federal determinou que a prefeitura de Florianópolis deve fazer um levantamento de todas as ocupações em área de Marinha na região da Lagoa e impedir construções a menos de 30 metros da faixa de areia (veja a íntegra da decisão da Justiça Federal).
  De qualquer forma, fico me perguntando, se alguém sofrer alguma lesão, será socorrido pelos médicos do vasco ou serão levados para o Hospital Municipal Conde Modesto Leal. Qual a contrapartida do Vasco? Uma escola para aproximadamente 1000 alunos? E a saúde, saneamento, como ficam?

  Esse artigo começou a ser feito no dia 29 de Abril, e, no dia 11 de Maio, lí no Território Livre na coluna de Luiz Gadelha, uma matéria sobre o crime ambiental que pode acontecer com o possível CT do Vasco na beira da Lagoa, em Maricá. Luiz Gadelha lembra também que esse CT do Vasco é o mesmo que foi expulso de Duque de Caxias por Crime Ambiental, veja clicando aqui.
O Vasco tem licença ambiental para construir em beira de lagoa? Será que se tem infra-estrutura suficiente para receber os atletas? Se um atleta sofrer uma contusão será levado para o Hospital Municipal? Bom, há questionamentos a serem feitos sobre a legitimidade de ser ter um CT EM BEIRA DE LAGOA.

Acompanhe-nos no Google Notícias

Sem boatos, sem fofocas, apenas notícias relevantes para você ficar bem informado.

spot_img
spot_img
spot_img