Início Itaipuaçu Terminal de Integração de Itaipuaçu em fase final, confira

Terminal de Integração de Itaipuaçu em fase final, confira

O ‘MaricáInfo’ junto ao ‘Lei Seca Maricá’ foi até as obras do Terminal de Integração de Itaipuaçu para conferir a obra e saber mais detalhes. Confira:

Quem mora em Itaipuaçu ou visita o local de ônibus sabe que, muitas vezes, chegar até o destino pode ser uma tarefa demorada e cara. Ocupando cerca de 50% do atual território do município de Maricá, é uma área difícil de ser coberta pelas empresas de ônibus. Mas ao que tudo indica, esse problema está perto de uma solução. Em alguns meses, o distrito deve receber um Terminal de Integração, onde todas as linhas da região irão se concentrar.

A intenção do projeto é reduzir o tempo de espera pela condução e fazer com que os passageiros paguem apenas uma passagem para circular dentro do bairro e para outros municípios. O projeto ainda inclui a criação de um Ponto de Apoio em Inoã, que servirá como microterminal e também terá o sistema de integração.

A obra, prevista no edital de licitação para concessão das linhas de ônibus de Itaipuaçu, está sendo realizada pela Viação Nossa Senhora do Amparo. A empresa será responsável pela administração até o fim da concessão. O local é um terreno na Rua 1, que foi cedido pela Prefeitura de Maricá.

Circulares – De acordo com a representante da Viação Nossa Senhora do Amparo, Bárbara Caetano, com a construção serão criadas três linhas circulares, com coletivos que vão transitar no sentido horário e anti-horário, os quais ligarão o terminal ao Recanto, à Rua 126 e a Itaocaia. As atuais linhas que passam por essas localidades serão extintas e os passageiros irão pegar, sem pagar outra passagem, as conduções para Niterói, Maricá e Rio de Janeiro no terminal. A única que será mantida será a que faz o trajeto pelo bairro do Cajueiro.

“O tempo de viagem e de espera vai ser mais reduzido, porque teremos maior oferta de ônibus e todos concentrados em um só local. Para ter uma idéia, hoje temos 15 linhas diferentes dentro do bairro e às vezes os moradores têm que esperar um pouco mais, porque somente aquela linha passa por sua casa. Com o terminal, eles virão direto no local e poderão seguir para seu destino sem ter que esperar muito”, explicou Bárbara, acrescentando que a opção pelas linhas circulares foi baseada em um estudo encomendado pela empresa para saber qual necessidade se adequaria ao local e também que os moradores iriam pagar uma única tarifa.”

A representante da empresa de ônibus ainda destacou que, com o terminal, a população terá mais conforto. Segundo o projeto, o terminal contará com banheiros, bicicletários, galeria de espera e lanchonetes.

Visão Geral do Terminal de Integração na Rua 1 em Itaipuaçu
Solução – A construção é vista como a solução de um problema antigo para a comerciante Maria Velasco, de 58 anos, que já mora em Itaipuaçu há oito anos. Ela conta que seu filho, muitas vezes, teve que andar longos trajetos a pé devido à falta de condução.
“Meu filho estudava à noite e diversas vezes teve que pegar ônibus que o deixam longe de casa porque ele não tinha outra opção. Estou feliz porque tenho certeza que esse terminal vai representar uma melhoria na qualidade de vida das pessoas que moram aqui”, declarou.

A funcionária pública federal Penha Maria Rodrigues, de 58 anos, também concorda que o espaço só trará benefícios para o distrito. Na sua opinião, a rodoviária é uma das melhores soluções para atender toda a população de Itaipuaçu.
“Nosso distrito é muito grande e realmente necessitava de uma solução que pudesse atender a todos de uma forma eficiente e econômica. Muitas pessoas estão assustadas, achando que agora irão pegar a condução mais cheia. Isso é um equívoco, porque agora terão mais ônibus circulando”, comentou. 

Dúvida – Mas nem todos os moradores concordam com a forma como o terminal está sendo construído. Para o professor Francisco Brito, de 42 anos, o ideal seria que a Prefeitura investisse em infra-estrutura antes de fazê-lo.
“Não temos rede de esgoto nem de água e agora vão construir algo que vai ter uma demanda muito grande de pessoas. Como será que eles vão se arrumar com tudo isso?”, questionou.

1 COMENTÁRIO

  1. Não sei como outras empresas participarão do transporte de passageiros de Itaipuaçú, se apenas uma empresa AMPARO é autorizada a operar por aqui e agora teremos um terminal de integração administrado por esta empresa o que dificultará ainda mais a entrada de outras empresas em nosso distriro. Luiz Carlos Morreba

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui