Os policiais civis e militares, bombeiros e inspetores de Segurança e Administração Penitenciárias terão antecipados o reajuste que inicialmente seria pago em 48 parcelas. A medida, proposta pelo Governo do estado, foi aprimorada em votação nesta quinta-feira (09/02), quando a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) reduziu ainda mais as parcelas, que agora serão duas: 13% neste mês e 26% em fevereiro do próximo ano – englobando o percentual que seria pago em outubro de 2013. Emendas coletivas também garantiram novo reajuste em fevereiro de 2014, que corresponderá ao dobro da inflação registrada no ano anterior.
Foto: Arquivo
“São conquistas que representam um enorme esforço pela valorização destes profissionais, que, graças à mediação do Parlamento, terão também garantida a manutenção da gratificação em caso de afastamento por acidente de trabalho e o auxílio-transporte”, acrescentou o líder do Governo, deputado André Corrêa (PSD). O auxílio será no valor de R$100 por mês. Apenas o deputado Paulo Ramos (PDT) votou contra a proposta modificada pela Casa, que considerou “insuficiente”.
Neste momento, o Parlamento começa a votar destaques às emendas rejeitadas.
Texto de Fernanda Porto

Deixe uma resposta

Escreva seu comentário!
Digite seu nome