Notícias do EstadoPolítica

Comícios somente com a liberação do Tribunal Regional Eleitoral

Decisão ocorre após engarrafamento provocado por comícios, no Largo da Batalha. Portaria da Justiça Eleitoral obriga candidatos a informarem agendas com antecedência Os partidos políticos de Niterói terão que apresentar à Justiça Eleitoral as agendas de seus candidatos a prefeito e qualquer comício, showmício, carreata, passeata ou evento de grande porte terá que ser aprovado pelo TRE-RJ. A medida consta em portaria assinada pela juíza da 143ª Zona Eleitoral de Niterói, Rita de Cássia Correia Vergette, publicada hoje em Diário Oficial. Os eventos deverão ser informados com uma semana de antecedência.

comicio pelas diretas ja em porto alegre1
Comícios causam transtorno ao trânsito.
Em Maricá, moradores de Cordeirinho, Guaratiba,
Bambuí e Ponta Negra reclamam do ‘fechamento’ de ruas
para a realização de comícios.
Foto: Ilustração / Reprodução
A medida foi tomada em consequência de um gigantesco engarrafamento provocado por comícios, no Largo da Batalha, no sábado. Os eventos pararam o trânsito na Região Oceânica e em Pendotiba por, pelo menos, duas horas. Moradores da cidade protestaram veementemente nas redes sociais contra a realização de eventos do tipo. “A princípio queremos impedir que ocorram manifestação de diferentes candidatos no mesmo dia, horário e local, como ocorreu no último final de semana. Não queremos impedir as manifestações públicas, porém queremos saber com antecedência para ordenar. Se for realizado um evento sem notificação, ele será interrompido pela Justiça Eleitoral”, afirmou a juíza.
A medida também tem como objetivo evitar acidentes e confrontos entre militantes de coligações e partidos adversários.

A juíza Rita Vergette disse que recebeu 14 denúncias por e-mail, reclamando da dificuldade de se locomover na cidade devido às mobilizações políticas ocorridas no sábado.
“Achei este episódio bem ruim para a cidade. Por isso, esta nova portaria vem a atender o anseio da população. A partir de agora solicito a agenda do candidato para acompanhar o movimento de cada um. Estou muito aborrecida. Como podem paralisar a cidade inteira ou a Região Oceânica sem nenhum comunicado?”, indagou a juíza. Segundo ela, a partir de agora vai ser diferente.

“A nova determinação é para nos prevenir e cumprir bem nosso papel de fiscalização. Como pode um candidato a governante de uma população ofender tanto a população? Antes mesmo de serem eleitos. Não era para ser assim, a eleição era para ser livre, mas se não tomarmos uma providência agora depois fica difícil”, lamentou a magistrada. Fiscais do TRE continuaram ontem com atuações na retirada das placas de obras da prefeitura em diversos pontos da cidade. 
Fonte: O Fluminense

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo