Início Notícias de Maricá Professor é afastado após agredir aluno em Ciep em Maricá

Professor é afastado após agredir aluno em Ciep em Maricá

Professor havia agredido aluno de 14 anos no CIEP de Inoã. (Foto: Reprodução | Internet)

Estudantes filmam colega sendo esmurrado por educador dentro de sala de aula e compartilham imagens em redes sociais. Confusão começou por causa de desenho.

Por Cláudio Emanuel (O FLUMINENSE) – Um estudante de 14 anos de uma escola pública em Maricá foi agredido por um professor dentro de sala de aula e as cenas de violência foram testemunhadas pelos alunos, que compartilharam as imagens em redes sociais. O caso aconteceu em Centro Integrado de Educação Pública (Ciep) do município. O professor já foi afastado.

Professor havia agredido aluno de 14 anos no CIEP de Inoã. (Foto: Reprodução | Internet)
Professor havia agredido aluno de 14 anos no CIEP de Inoã.
(Foto: Reprodução | Internet)

As imagens, até às 19 horas de terça-feira, já tinham sido compartilhadas por mais de 60 mil pessoas. Segundo relatos, o menor estaria sofrendo bullyng por ser gordo. Além do professor, identificado como Diogo Vasconcelos, colegas de turma do menor agredido estariam envolvidos nas ofensas.

A agressão teria ocorrido no último dia 26 de abril no Ciep 391, localizado na Estrada do Ferro, distrito de Inõa, em Maricá. Revoltada com as cenas de violência, a mãe do menor, a doméstica Kelly Cristina da Silva, de 32 anos, em companhia do filho, esteve no começo da noite de terça-feira na 82ª DP (Maricá), onde registrou queixa pedindo punição ao professor.

Kelly Cristina disse que ficou sabendo do fato envolvendo o seu filho somente na última segunda-feira por pessoas que teriam visto as agressões em um programa de TV.

“Eu estive no mesmo dia na delegacia de Maricá, mas não conseguir fazer o registro. Por isso voltei hoje à delegacia. Meu filho escondeu de mim o que aconteceu em sala de aula. Ele sofre muito preconceito por ser gordinho e pelo que soube até o professor também estaria ridicularizando ele”, disse a mãe do aluno agredido por telefone.

Veja o vídeo:

Casos semelhantes de agressão dentro de salas de aula- Violências contra estudantes dentro de salas de aulas infelizmente não são novidade. Em Niterói, há cerca de um mês, um menino de seis anos teve a perna fraturada depois de ser agredido por uma professora. O menor teria sido arrastado pelos braços pela educadora e ficou com um dos pés preso entre mesas. Segundo os pais do aluno, o menino não queria participar das aulas de desenho, desobedecendo a professora.

1 COMENTÁRIO

  1. já ouviram o professor? Claro que não foi correto, mas pq ele chegou a este extremo?
    Agora o coitadinho do aluno é menor? Mas o q ele aprontou? Esses pais que estão tão indignados, eduquem seus filhos, professor não é pago p cumprir sua obrigação, cuidem de seus filhos antes que outro façam por vc, quem sabe a policia

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor colocar seu nome aqui