Maricá: Mercado imobiliário com preços exorbitantes

Casas são vendidas em Maricá sem infraestrutura urbana, (foto: Ruy Barbosa Pinto)

A especulação imobiliária em Maricá faz cada vez mais o preço dos imóveis crescer, mas nem com isso a qualidade das construções ou aumento da infraestrutura urbana.

Mesmo com a falta de água na maioria da cidade, a quase inexistência de rede de esgoto tratada e a precariedade do transporte público, centenas ou talvez milhares de imobiliários lucram em cima de construções em locais sem infraestrutura urbana adequada.

Em algumas partes de Itaipuaçu, corretores chegam a cobrar mais de R$330 mil em casas com 100 m² de área construída, três dormitórios e dois banheiros em uma localização sem água encanada (tem poço artesiano), sem tratamento de esgoto e sem pavimentação.

Outra imobiliária consultada vendia uma casa a R$195 mil em Itaocaia Valley. O imóvel é simples e possui dois quartos, dois banheiros e apenas 72 m² de área construída, sendo que a localização é ruim, há precariedade no transporte, não há rede de água e muito menos tratamento de esgoto.

O “boom” imobiliário fica por conta dos grandes condomínios, que chegam a cobrar mais de R$ 200 mil em um terreno e com promessas de investimentos futuros.

2 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here