25 C
Maricá
sexta-feira, dezembro 2, 2022

Prefeitura de Maricá promove ação social para moradores de rua

Por Kelly Rodrigues

A Prefeitura de Maricá, através do Serviço Especializado em Abordagem Social, promoveu nesta quarta-feira (04/03) uma ação para moradores em situação de rua, na Praça Conselheiro Macedo Soares, no Centro. O evento contou com a parceria do CAPS, da Subsecretaria Municipal de Prevenção à Dependência Química, CadÚnico e dos programas Consultório na Rua e Saúde Bucal, além do Serviço de Atendimento Especializado (SAE).

Ação para moradores em situação de rua ocorreu no Centro da cidade e contou com a parceria de diferentes secretarias e programas. (foto: Clarildo Menezes)
Ação para moradores em situação de rua ocorreu no Centro da cidade e contou com a parceria de diferentes secretarias e programas. (foto: Clarildo Menezes)

Segundo a coordenadora do Serviço Especializado em Abordagem Social (SEAS), Karina Damasceno, atualmente, há em Maricá cerca de 20 moradores de rua. “Muitos são abandonados pela família por não suportarem seus problemas com a dependência química”, relatou Karina, que informou ainda que o objetivo da ação, através dos serviços prestados, é o resgate à cidadania. “As pessoas em situação de rua tem em comum a extrema pobreza, o consumo de álcool e outras drogas, a violência, depressão, desagregação familiar e social. Nossos esforços estão em devolver a dignidade humana, a reintegração familiar e social e o resgate da cidadania”, concluiu a coordenadora.

Dentre os serviços oferecidos nesta manhã, os moradores de rua tiveram orientações em relação à saúde bucal, encaminhamentos para o CAPS, aferição da pressão arterial e teste rápido de glicose com o programa Consultório na Rua, além de orientações sobre doenças sexualmente transmissíveis, através do Serviço de Atendimento Especializado, com distribuição de camisinhas masculinas e femininas e encaminhamento para o laboratório, que fica no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, para a realização do teste de HIV/AIDS. O exame fica pronto em 20 minutos e é gratuito para toda a população.

Ainda na ação, um morador de rua solicitou à Subsecretaria de Prevenção à Dependência Química ajuda para retornar ao seu estado de origem. De acordo com a assistente social Jane Lemos, este usuário será acolhido pela instituição estadual CARE-AD, onde ficará dois meses em tratamento. Enquanto isto, o Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS) de Maricá providenciará toda a documentação e assistência para o retorno ao lar. “Já foi comprovado cientificamente que a dependência em qualquer substância química é uma doença e é necessário resgatar o usuário para realizar o tratamento físico e psicológico. No SAPAD, realizamos todo este apoio psicológico e na reintegração social, no caso de internação, encaminhamos para o acolhimento institucional CARE-AD, que é vinculado à Secretaria Estadual de Prevenção à Dependência Química do Rio de Janeiro”, explicou Jane.

Ainda na ocasião, o grupo foi incluído no CadÚnico. Ao final do evento, a subsecretária de Assistência Social, Laura Costa, agradeceu a todos envolvidos. “É necessário este trabalho intersetorial, para que todos tomem conhecimento dos serviços do município. Agradeço a todos por participarem desta ação, pois conseguimos conscientizar a população que estes moradores de rua são cidadãos e também tem seus direitos garantidos”, declarou Laura.

Acompanhe-nos no Google Notícias

Sem boatos, sem fofocas, apenas notícias relevantes para você ficar bem informado.

spot_img
spot_img
spot_img